Reinventando o E-Commerce

Com o franco crescimento do e-commerce é natural que cada vez mais lojas de varejo convencionais entrem com suas marcas no mercado online, afinal o comércio eletrônico no Brasil teve um salto de 40% em 2010 e promete expandir-se ao menos 35% em 2011, segundo a Câmara-e.net (Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico).

Em um primeiro momento é natural que as empresas queiram levar para a internet seu habitual método de trabalho, organização e visão de negócios, afinal são valores importantes que as levaram a sobreviver no acirrado mercado em que nasceram. Todavia, a internet tem muito mais a proporcionar do que meramente um acréscimo nas vendas. O modelo de negócios online está em um processo de tamanho aprimoramento colaborativo que tem tudo para reinventar o próprio varejo convencional. É a clássica história da criatura que supera o criador.

Um bom e-commerce, ou por outra, qualquer loja virtual que tenha pretensões de sobreviver na internet precisa no mínimo fornecer muita informação sobre seus produtos, ter um atendimento ágil e eficiente, proporcionar uma experiência de compra rápida e clara, permitir que o cliente compare preços e avaliações de outros clientes, que mantenha um estoque preciso e organizado, possibilite que qualquer produto seja encontrado tão facilmente quanto os da vitrine, precisa cruzar informações entre produtos, ter total suporte ao auto-atendimento, oferecer compras conjuntas realmente interessantes, dentre diversas outras características vitais. Agora responda: Esta descrição não seria também a de uma loja física ideal? Quantas lojas você conhece que faz isto pelo cliente? – Procure até mesmo nos mais requintados shoppings que dificilmente irá encontrar.

Sendo verdade quando o povo diz “Com coisa boa acostuma-se fácil”, podemos concluir que é uma questão de tempo para que as lojas sejam levadas a adotar em suas práticas cotidianas todas estas características do mercado online, pois são fatores que geram grande benefício aos clientes, que por sua vez, fazendo uso da exigência que é inerente à classe, demandará cada vez mais estes benefícios em todas suas experiências de compra, uma vez que já contam com isso nas interações comerciais online.

O advento dos Tablets e SmartPhones contribuem para acelerar este processo. Cada vez mais os clientes estão online durante seus processos de compra presenciais, o que aproxima os dois mundos. Em breve não teremos mais qualquer relação de comércio que não seja online, o nível de excelência entre a loja física e a virtual deve ser o mesmo ou veremos o cliente fechar a venda no e-commerce do vizinho dentro de sua própria loja.

A reinvenção do varejo pelo E-commerce
Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here