Site de compra coletiva ClubeUrbano vai mudar de nome

Clube Urbano vai mudar de nomeGrupo vai se tornar somente GroupOn a partir desta semana e planeja até o final do ano atuar em 40 municípios do País

Em quatro meses de atuação, o site de compras coletivas ClubeUrbano já vai para sua terceira sede no País. “Vamos ter que mudar daqui. O lugar está ficando pequeno para os nossos 200 funcionários”, diz Daniel Funis, diretor de marketing da empresa. A mudança dá mostra do aquecimento do mercado dos sites de compras coletivas, do qual os controladores do ClubeUrbano foram os pioneiros no mundo.

Além da mudança do espaço físico, o grupo se prepara para outra transformação: assumir no País o nome pelo qual é conhecido no exterior. Assim, o ClubeUrbano deixará de existir para dar lugar ao GroupOn.

Segundo Funis, esse era o título que a empresa gostaria de ter quando chegou, mas outro site do mesmo segmento já havia registrado o domínio “.com.br” com o nome. “Tivemos que ‘recompensar’ a empresa para usarmos nossa verdadeira marca aqui”, afirmou.

Resolvido o problema com a crise de identidade, o que interessa agora ao grupo é colocar o Brasil na segunda posição entre os países com maior faturamento da companhia no mundo. Funis demonstra tranquilidade com o desafio. “Não temos um prazo, mas não será difícil atingir esse objetivo”, afirmou.

O Brasil ocupa hoje o quinto lugar no ranking dos países com maior receita do GroupOn, perdendo somente dos Estados Unidos, Alemanha, França e Reino Unido. O grupo tem hoje cerca de 20 milhões de usuários em todo o mundo e fatura mais de US$ 500 milhões anualmente.

No site de compras coletivas ClubeUrbano já são mais de 1,2 milhão de usuários cadastrados. A empresa planeja até o final do ano estar presente em 40 cidades do País. São Paulo é hoje, de longe, o principal mercado no Brasil e a terceira cidade que mais vende em todo o mundo, tendo somente Paris e Londres a frente. Além da capital paulista, o grupo também atua em outras 17 cidades brasileiras.

A febre dos sites de compras coletivas ganhou força neste ano por aqui. Estima-se que existam mais de 60 sites disponíveis na web. O GroupOn chegou um pouco depois, em junho. O atraso, segundo Funis, se justifica pelo início do processo de internacionalização da companhia, que na época com foco nos países europeus.

O atraso, no entanto, não abalou o desempenho da companhia, que já é um dos principais sites desse mercado no País. Segundo dados divulgados pela Serasa Experian, o GroupOn lidera o ranking de maior número de visitas em relação aos demais sites do segmento. A empresa tem mais que o dobro das visitas do Peixe Urbano, que aparece em segundo no ranking. O grupo também já é o quarto mais acessado no comércio online brasileiro, disputando mercado com sites como Submarino e Americanas.com.

Existe lista de espera de empresas que desejam anunciar no site da companhia. Atualmente, de acordo com Funis, mais de 100 empresas procuram o grupo diariamente para anunciar. Para se tornar cliente do site, a empresa só precisa ter um bom site, estar bem localizado e dar conta de atender a demanda de clientes.

O GroupOn foi o precursor nesse modelo de negócio, que surgiu há dois anos nos Estados Unidos.  Segundo a revista americana Forbes, o valor da marca GroupOn foi avaliado em US$ 1,3 bilhão (ou aproximadamente R$ 2,2 bilhões).

Fonte: Ig Economia

Clube Urbano vai mudar de nome
Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here