Tentativas de fraudes no e-commerce crescem 3,2% de janeiro a outubro

Tentativas de fraudes no e-commerce crescem 3,2% de janeiro a outubroEmbora as tentativas de fraudes nas vendas on-line tenham aumentado, as lojas virtuais estão conseguindo manter sob controle as perdas do setor. Entre janeiro e outubro deste ano houve um aumento de 3,2% nas tentativas de fraude no comércio eletrônico, contra 1,9% no mesmo período do ano passado. Os dados são da pesquisa da FControl, empresa do Buscapé Company.

Por sua vez, as perdas efetivas com fraude no comércio eletrônico se mantiveram em torno de 0,4% neste ano, mesmo patamar do ano passado. O estudo também traça o perfil dos fraudadores virtuais e apresenta o panorama atual das fraudes no comércio eletrônico em todo o Brasil.

Regiões mais afetadas

A Bahia registrou 5,2% de transações fraudulentas no e-commerce, no ano passado a porcentagem era de 3,5%, em seguida está o Pará, com 3,2%. Já São Paulo aparece na 7ª colocação, com 1,7% de fraudes registradas no comércio eletrônico.

No entanto, no volume absoluto de fraudes, São Paulo continua na liderança, com 42,1% de todas as fraudes computadas no período, seguido pelo Rio de Janeiro, com 17,3%, e pela Bahia, com 8,6%. Com 62,1% dos casos em todo o Brasil, o Sudeste continua sendo a região com o maior número de tentativas de fraudes, seguido pelo Nordeste, com 21,2%.

Produtos mais visados pelos fraudadores

O ranking de produtos com maior número de fraudes não sofreu alteração no comparativo 2011 e 2012. Os produtos mais visados pelos criminosos foram:

  • Telefones & celulares
  • Informática
  • Eletrônicos
  • Eletrodomésticos
  • Cinema e fotografia

O ticket médio de transações fraudulentas no e-commerce é em média 72% maior do que o ticket médio das transações normais.

“Cada vez mais, os lojistas virtuais brasileiros, principalmente os micro e pequenos, estão percebendo que não conseguirão crescer de forma sustentável sem investir em segurança, tanto para eles quanto para os compradores”, afirma o diretor de produtos e marketing da divisão de pagamentos e soluções anti-fraude do Buscapé Company, Marcelo Theodoro.

Perfil dos fraudadores

O estudo da FControl também revela que a maioria dos fraudadores tem idades entre 31 e 40 anos. Outro dado curioso apontado é que 1% das tentativas de fraudes no e-commerce utilizam dados de pessoas menores de idade. Os criminosos do sexo masculino continuam sendo a principal ameaça com relação às fraudes virtuais, são responsáveis por 63,2% das tentativas de golpes no comércio eletrônico.

Fonte: Info Money

Crescem as tentativas de fraude no e-commerce
Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here