Google briga com Amazon para se tornar site de compras mais popular da web

Google e Amazon disputam mercadoSe você estiver procurando por uma furadeira elétrica ou um par de jeans na Internet, o mais provável é que você comece sua busca pelo Google ou pela Amazon. Por qual dos dois você começaria sua procura?

Nos bastidores, as duas empresas estão envolvidas em uma guerra pelo posto de maior site de comércio eletrônico. E os demais sites de comércio eletrônico, grandes ou pequenos, se veem apanhados no fogo cruzado. Quanto aos consumidores, o ponto importante é saber se eles continuarão capazes de buscar todos os produtos disponíveis on-line.

Tentando derrotar a Amazon, o Google recentemente alterou o Google Shopping e passou a exigir que as empresas que desejam ter seus sites listados nos retornos de busca desse serviço paguem por isso. Assim, os retornos passam a constituir publicidade. Anteriormente, a inclusão era gratuita.

Mudanças visam melhorar resultados

O Google diz que a mudança vai melhorar seus resultados de busca de compras porque os varejistas oferecerão dados mais precisos e atualizados caso estejam pagando por isso. A companhia diz que os retornos do serviço estavam poluídos com produtos desatualizados ou informações que iludiam os consumidores quanto a detalhes como o custo do frete.

Ao requisitar que o varejo pague para que seus sites constem no resultado da pesquisa, “os incentivos ficam alinhados de modo que os dados que recebemos tenham maior qualidade”, diz Sameer Samat, vice-presidente de gestão de produtos do Google Shopping (antigamente conhecido como Google Product Search ou, antes ainda, como Froogle). “Com dados melhores, podemos oferecer experiência melhor aos usuários”.

Ainda que alguns varejistas concordem e digam que a decisão pode até beneficiar suas vendas, outros estão em pânico. Alguns afirmam que não pagarão para constar nos resultados ou escolherão menos produtos para dar destaque – o que pode reduzir a seleção de produtos oferecida aos usuários do Google.

Google briga com Amazon para se tornar site de compras mais popular da web
Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here