Horário de maior volume de vendas no e-commerce brasileiro

Saiba quais são os melhores horários para o e-commerce brasileiroUma pesquisa feita pela Rakuten mostra como os consumidores encaixam o varejo online em sua rotina e até mesmo na vida profissional, a crescente popularidade das compras através do mobile commerce e como os consumidores avaliam a compra de itens de valores baixos e altos.

Os resultados, que proporcionam uma visão intrigante sobre como as diferenças locais moldam os hábitos de compra online dos consumidores em todo o mundo, foram extraídos com base nos dados do tráfego de vendas através do marketplace global da Rakuten.

Horário de pico das compras

A pesquisa revela que a terapia de compras online é o antídoto mais comum à “tristeza da volta ao trabalho”, com os Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha marcando seu pico de número de navegações às segundas-feiras. No Brasil, onde a conexão de banda larga doméstica é relativamente baixa, compradores online são mais propensos a gastar quando estão no trabalho. Entretanto, as compras acontecem no horário do almoço, sendo que o pico da atividade se dá entre às 12h e 14h.

Já na França, onde os jovens vão às aulas quatro dias na semana, os dados mostram que os picos de compra online se dão às quartas-feiras, quando os pais geralmente ficam em casa para cuidar dos filhos.

Compras por dispositivos móveis

Os dados apontaram que no Reino Unido e nos Estados Unidos o horário de pico para navegação e compra por dispositivos móveis ocorre pela manhã, das 7h às 8h e às 10h, respectivamente. Por outro lado, na França, os consumidores são propensos a usar algum dispositivo móvel para comprar entre as 18h e 19h.

Tempo de decisão de compra

Os consumidores estão gastando mais tempo navegando em categorias que tendem a ter preço elevado. A cautela dos norte-americanos é evidente ao escolherem produtos eletrônicos, computadores, roupas e bolsas, gastando em média de 4,4 a 4,7 minutos para avaliar antes da compra. Já os produtos de menor valor, são comprados em apenas 3 minutos.

Moda e literatura são os itens que os britânicos compram por impulso. O usuário comum gasta pouco mais de 40 segundos antes da compra de roupas e menos de um minuto para comprar livros. Em comparação, um produto como uma TV, tem tempo de decisão de compra de 2 minutos.

Uma característica interessante é evidente no Brasil, onde telefones celulares com valores altos costumam ter um baixo tempo de decisão de compra, sugerindo que os consumidores já pesquisaram os produtos online e então farão uma compra com base unicamente no preço.

“O e-commerce é um fenômeno verdadeiramente global e os dados registrados em toda a nossa rede destacam a importância de compreender as diferenças locais e como elas devem moldar a abordagem de varejistas online. A Rakuten é um expoente em combinar visão global com toque local, e com esta abordagem os varejistas podem rapidamente atingir e atender novos mercados”, comentou Mark Kirschner, diretor de marketing global da Rakuten.

“Estes resultados demonstram como o e-commerce tornou-se parte do nosso cotidiano, fazendo com que o varejo seja mais penetrante do que jamais foi. Graças a dispositivos móveis, os consumidores no Reino Unido agora são capazes de fazer compras durante o seu trajeto, enquanto na França os pais podem agora encomendar compras online enquanto cuidam dos filhos, sem ter que arrastá-los para o supermercado. Os consumidores ainda fazem escolhas que requerem ponderação, levando mais tempo para decidir sobre itens mais caros, mas em certos casos, compradores experientes estão claramente fazendo a sua pesquisa antes de comprar, aproveitando o poder da internet e redes sociais para fazer escolhas bem informados”, afirmou Alessandro Gil, CMO da Rakuten Brasil.

Os dados de tendências de compras foram coletados nas empresas Play.com (Reino Unido), Buy.com (EUA), Rakuten Deutschland (Alemanha), Priceminister (França) e Rakuten Brasil, todas pertencentes ao grupo Rakuten. Através de parcerias e aquisições, a Rakuten também opera na Indonésia, Rússia, Espanha e Canadá, bem como no Japão.

Fonte: Blog da Rakuten

Horário de maior volume de vendas no e-commerce brasileiro
Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here