E-Commerce

junho 27, 2010 publicado por Blog do E-commerce

Livraria Virtual – Eficiência e baixo custo

   

Livraria Virtual – Eficiência e baixo custo

Livraria virtual - Um boam negócio na InternetOs livros lideram o ranking das vendas virtuais no Brasil. Até o final do ano, 23 milhões de pessoas terão feito pelo menos uma compra pela internet, movimentando mais de R$ 13 bilhões. O crescimento do comércio virtual. Em 2009, as compras feitas pela internet totalizaram mais de R$ 10 bilhões. E, para este ano, a previsão é de mais 30% de crescimento. Segundo uma pesquisa feita pela E-Bit, uma consultoria especializada em comércio eletrônico, o mercado está em franco crescimento. Até o final do ano, 23 milhões de pessoas terão feito pelo menos uma compra pela internet, movimentando mais de R$ 13 bilhões.

Uma livraria, com 63 anos de existência, especializada em língua francesa, já se rendeu ao comércio virtual. Com alguns cliques, o cliente compra um livro. Em 2008, a empresária Silvia Monteneil apostou no mercado eletrônico e se saiu bem: as vendas dobraram. “A loja virtual permitiu atingir outros mercados inesperados inclusive para a gente. Realmente houve uma visibilidade muito grande do nosso serviço em todo Brasil, o que foi muito bom pra expansão do nosso negócio”, avalia Silvia.

A empresária contratou o analista de sistemas Ricardo Ikeda para montar a loja virtual. “Eu acho que foi um site muito bem estudado, muito bem direcionado para o nosso público, que é um público bem específico. Caiu no gosto dos internautas devido à eficiência e à facilidade de encontrar os livros para entrega imediata”, explica a empresária. Com milhares de títulos importados, o site da livraria precisa ser rápido e fácil de navegar. “O tempo todo é necessário a gente ficar monitorando a usabilidade do site, ou seja, quão amigável o site é para o cliente final. Nós verificamos quanto tempo leva uma página para carregar, qual o melhor posicionamento de um botão, qual o número de passos até o fechamento. Os clientes na internet têm uma necessidade de velocidade muito maior até que na vida pessoal, que já é agitada”, ressalta Ikeda.

A loja virtual está integrada ao programa de administração da loja física. Quando um cliente compra um livro, o sistema já indica a reposição no estoque. Assim, nunca falta mercadoria. “Estou fazendo a consulta de um título agora, e está constando que eu tenho apenas dois exemplares no estoque. Então, através da consulta eu vou fazer a reposição para que não venha a faltar o livro”, ensina o repositor de estoque Silvio Carvalho. “Em geral, em um site de venda de produtos importados, você tem um tempo de espera muito grande. Às vezes, eles pedem até oito semanas para recepção do produto. Nós não. Nós já temos o produto em estoque para entrega imediata ao cliente, na maioria das vezes”, garante Silvia.

A livraria eletrônica custou R$ 100 mil. Segundo a empresária, o mesmo investimento necessário para se montar uma livraria de rua. Mas as vantagens do comércio eletrônico são maiores. É na manutenção do negócio que as diferenças aparecem. Na loja física, são necessários 300 metros quadrados para expor 100 mil livros – livros esses que cabem todos no computador. Na loja física, oito funcionários organizam as prateleiras e atendem ao cliente. Na virtual, bastam três. E se ainda considerar as despesas com aluguel, água e luz, o negócio virtual gasta três vezes menos e vende até mais.

Hoje a loja virtual registra sete mil acessos mensais. “Outra coisa que é muito importante é o boca a boca. O cliente que vai, compra, conta para o amigo que comprou, e acaba disseminando de uma maneira muito rápida nosso endereço de site. Isso reflete também a eficiência da empresa”, afirma Silvia. E o crescimento não para: mil novos visitantes por mês, com um grande índice de venda. “A taxa de conversão é um dos principais indicadores do mundo virtual, da loja virtual. É a relação entre o número de visitantes e o número de compradores. Quanto maior é esse número, melhor é uma loja. De cada cem pessoas que entram na livraria virtual, quatro ou cinco pessoas compram”, explica Ikeda.

A divulgação é feita em escolas, feiras e sites de busca. Os livros são entregues pelo correio. “Ela tem um grande acervo, um grande sortimento, eu diria que é o maior sortimento de livros em francês no país. Então, isso acaba gerando uma massa crítica muito grande de conteúdo que acaba se refletindo em mecanismos de busca, em portais. Isso coloca sempre a localização dos livros dessa livraria em primeiro lugar”, diz Ikeda.

A cliente Ana Maria Rodrigues conheceu a loja virtual ao procurar um livro pela internet. Ela fez o pedido e, no dia seguinte, recebeu a encomenda. “Eu acho muito mais prático e cômodo. Eu já sabia o livro que eu queria e é muito mais cômodo mesmo adquirir um livro assim”, revela a cliente.

“É um futuro muito promissor, principalmente se tratando de um comércio de livros que é uma explosão mundial, não é só brasileira. Eu acho que é um futuro bem próspero que temos por aí”, aposta Silvia.

Fonte: Portal PEGN

GD Star Rating
loading...
Livraria Virtual – Eficiência e baixo custo, 7.0 out of 10 based on 4 ratings

Artigos Relacionados:

6 Comments

  • Otimo e animador texto. Tenho pensado em abrir um negocio no mesmo setor.

  • Excelente artigo!
    Valeu o clique!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>