Loja Virtual Alugada – Será que vale a pena?

Aluguel de lojas virtuais - Loja virtual alugada vale a pena?O opção por uma loja virtual alugada ainda é uma dúvida nos planos do empreendedor digital. Muita gente que gostaria de saber como montar uma loja virtual faz essa pergunta. Essa é uma questão difícil de definir. Vai depender da sua proposta de trabalho no comércio eletrônico e do seu caixa. É o velho dilema da escolha de um sistema de loja virtual que se adeque às suas necessidades. Mas se você já tem uma loja virtual estabelecida e com bons resultados, ai acho que você deveria pensar seriamente na opção de um sistema proprietário seja ele open source ou não. Na maioria dos casos as pessoas optam por lojas virtuais alugadas ao fazer a sua primeira investida no comércio eletrônico pelo baixo valor investido, mas com a competição entre os desenvolvedores já existem sistemas proprietários com preços bem acessíveis, basta ver a quantidade de anúncios em nosso site.

Se a sua incursão no comércio eletrônico é apenas uma curiosidade, acho sim que vale a pena alugar um sistema de loja virtual para ver como vai se sair nessa primeira investida, caso o aluguel não seja mais caro do que um sistema pronto, o que acontece muitas vezes. Você deve reparar bem é quanto esse aluguel vai realmente custar no final das contas, porque dependendo do caso você encontra uma solução proprietária que custa quase a mesma coisa a custo prazo. O melhor é pesquisar.

Como é cobrado o aluguel de uma loja virtual

Tirando algumas aberrações, a maioria dos serviços de aluguel de lojas seguem um padrão de cobrança:

Taxa de Configuração – É a taxa cobrada para configurar e ativar a sua loja no provedor de hospedagem com as informações da sua loja e outras necessárias ao funcionamento.

Taxa de Manutenção – Todos os sistemas cobram essa taxa que é justamente o aluguel do sistema de e-commerce. Ela pode ser fixa ou variar conforme o número de produtos cadastrados, páginas exibidas (page views) ou taxa de consumo de banda no servidor onde ficará hospedada a loja. Na grande maioria dos casos esses critérios são cumulativos.

Customizações – Você pode contratar uma customização da sua loja alugada junto ao fornecedor do sistema. Essa customização pode ser apenas do layout através de templates ou então desenvolvimento de um layout exclusivo respeitadas algumas limitações. É possível também em alguns casos agregar novas funções ao sistema. Todas estas modificações são obviamente cobradas a parte e pesam no custo final do projeto.

É importante pesquisar bem o mercado porque em alguns casos as diferenças de preço e recursos técnicos oferecidos é bem grande. Não se iluda com preços baixos, pague o que é é uma realidade no mercado. Nessa página e em todo o nosso site existem vários anúncios sobre sistemas de e-commerce alugados e se você fizer uma pesquisa certamente vai encontrar um que se adapte às suas necessidades.

Proprietário ou inquilino? O dilema da loja virtual alugada

Para quem já tem uma loja virtual estabelecida e com bons resultados eu aconselharia um sistema próprio sem a mínima dúvida. Se o e-commerce já faz parte da estrutura da sua empresa não faz sentido ficar dependendo de uma plataforma de loja virtual que não é sua ou sobre a qual você não tenha real controle, pois o investimento em um sistema próprio deve ser encarado como um ativo da sua empresa e por isso, como acontece no mundo real é bem melhor você ser o proprietário do que o inquilino.

O risco do fechamento

Um grande problema que eu vejo com lojas alugadas é o risco de fechamento da empresa que está fornecendo esse serviço ou profissional liberal que o disponibiliza. Na Web tudo acontece de forma muito rápida e ninguém sabe ao certo o dia de amanhã. Já vimos muita gente quebrando ou desistindo na Internet. Se isso acontecer com quem lhe aluga o sistema como é que você fica? Não fica. Os códigos fonte não estarão em seu poder e nem mesmo o banco de dados. Resultado, você não poderá continuar com a sua loja mesmo que contratando um profissional do ramo para manter e atualizar tecnologicamente a sua loja. Para piorar a situação, todo o seu banco de dados e imagens estará perdido. Isso sem falar em todo o trabalho de SEO que muito provavelmente também irá para o lixo. Imagine só o que você vai ter que gastar em links patrocinados. Consegue imaginar situação pior que essa?

Bem os fatos estão ai. Agora é uma questão de avaliar as suas necessidades, pesquisar opções de locação de loja se for o caso e começar os trabalhos. Tem alguma dúvida sobre esse artigo? Comente este post ou visite os sites de nossos anunciantes para maiores informações.

Facilitando a escolha

Existem diversas ferramentas de e-commerce no mercado e a escolha acertada é fator fundamental para o sucesso do seu projeto de e-commerce. A equipe do Curso de E-Commerce disponibiliza uma grade completa de cursos nas áreas do comércio eletrônico e marketing digital para ajudá-lo(a) em seu projeto. No curso Como Montar Uma Loja Virtual você conhece todas as ferramentas disponíveis no mercado e utilizações.

5 COMENTÁRIOS

  1. Como você disse, o problema é o investimento em um sistema proprietário para quem está começando ou que ainda não alavancou. Se for para ter um sistema proprietário é preciso ter um que atenda todas as suas necessidades e que seja exclusivo, pois sempre há necessidades diferentes e que não seja um genérico (como os alugados). Também tem a questão da atualização, correção de erros, enfim, para quem não é do ramo é necessário contratar uma pessoa especializada ou terá que pagar por fora.
    Concluindo, concordo com o artigo, apenas citei um dos principais problemas enfrentados para quem está começando ou ainda não alavancou, o investimento. Porém, como foi citado no artigo, acredito que para quem já está no ramo e já obtém bons resultados, sem dúvidas esse investimento vale a pena, pois como você mesmo disse é um ativo, e assim como no comércio físico, é melhor ser proprietário do que inquilino.
    Parabéns e grande abraço
    Josias Proença

  2. Senhores eu também discordo acho que Gabriel esta certíssimo, alem do que imaginar perder tudo é imaginar que a internet não existe. Eu não tenho os meus emails e nem os sistemas que uso em nuvem.
    Por outro lado tem sistemas alugados excelentes e com custo baixíssimo se comparado ao proprietários.
    Uso sistema alugado a mais de 6 anos e nunca tive problema algum.
    Vale sim pesquisar e encontrar o melhor, seja alugado ou proprietário.

    Abraços
    Elmo.

  3. Concordo com você Rodrigo. Sistema de e-commerce é uma coisa, hospedagem é outra completamente diferente.

    Em relação ao fechamento de empresas, eu também já vi, ao longo desses meus mais de 10 anos de experiência com e-commerce no Brasil, muitos fornecedores de sistemas fecharem. Por isso, nos cursos dos quais participo, sempre recomendo a verificação da tradição da empresa no setor.

    Um grande abraço a todos

    @BettoValle

  4. Prezados, discordo de vários fatores deste artigo.
    Primeiro que o aluguel de uma solução de e-commerce ficaria muito próximo à hospedagem de um site próprio, sendo que mesmo a longo prazo não há ventagem na solução própria.

    A loja virtual alugada não é nada mais do que uma hospedagem com valor agregado e que visa a fidelização do cliente.

    Quanto ao fechamento da empresa você generalizou muito, pois a maioria que pesquisei fornece o projeto completo (site e banco de dados) para migração para outro servidor.

    Concordo que com o crescimento do projeto uma solução própria é atraente, mas isso em um estágio em que já seja necessário um servidor dedicado.. aí sim torna-se interessante.

    Existem também empresas que alugam o servidor dedicado oferecendo a loja instalada e todo o suporte necessário.

    São diversos modelos a analisar, que encaixa-se em diferentes dimensões de e-commerce.

    • Prezado Gabriel

      Em momento algum no artigo, fala-se em comparar preço de hospedagem com plataforma de e-commerce, pois são coisas completamente diferentes. Para esclarecer melhor até mesmo a sua colocação, loja virtual não é hospedagem com valor agregado. Hospedagem é uma coisa, um bom sistema de e-commerce é outra completamente diferente.

      Quanto ao fechamento de empresas, não foi genérico não. Trabalho a muitos anos nesse mercado e já vi muitas empresas fecharem da noite para o dia e deixarem os usuários a ver navios.

      Quanto ao servidor dedicado, concordo com você. Quando se chega a um tráfego simultâneo muito elevado, é hora de procurar uma solução de hospedagem exclusiva, que pode ser própria ou alugada.

      Um grande abraço

      Rodrigo Lima

DEIXE UMA RESPOSTA