Novo modelo de site de compras coletivas

Entrou no ar há três semanas o CupomNow, site que pretende revolucionar o modelo atual de compras coletivas. Reunindo, entre outros, o responsável pelo perfil do Twitter LeiSecaRJ e ex-integrantes do Groupon Brasil, já veteranos do e-commerce – só em 2010, as vendas em geral pela internet no país movimentaram R$ 14,8 bilhões, segundo a e-bit.

Segundo um dos sócios-diretores do site, Leonardo Sarmento, o modelo do CupomNow pretende evitar práticas de outros sites de compras coletivas que penalizam as empresas parceiras nas comissões das ofertas online.

Novo formato não penaliza parceiros

“Hoje, em um site de compra coletiva, você paga, digamos, R$ 100 para obter um desconto de 50% num produto ou serviço. Desse total, metade do dinheiro vai para o próprio site e só a outra metade fica com o parceiro. É muito alto! Nossa proposta será vender apenas o cupom de desconto. O resto do dinheiro vai todo para o cliente, e nós faturamos apenas com a venda original do cupom” diz Sarmento.

O site já tem promoções combinadas com parceiros como Vivo, Leader, entre outros. “Achamos que o modelo do site terá boa aceitação, e aproveitaremos para botar nele ofertas para produtos que não temos na loja física, como celulares e eletro portáteis”, diz Rafael Rangel, diretor de e-commerce da rede Leader.

Segundo Rafael Sampaio, outro sócio do CupomNow, o site foi todo desenvolvido em HTML, não necessitando da tecnologia Flash, o que o torna facilmente portável para Iphone, Ipad e outros gadgets Apple. A página permitirá ao usuário cadastrado fechar janelas de ofertas que não lhe interessam, possibilitando a um software adequar a página de entrada aos seus gostos.

“Das próximas vezes em que ele entrar, verá sugestões baseadas em suas preferências e na hora da compra de um serviço (um almoço num restaurante, digamos), poderá ver as datas disponíveis para reservas antes de finalizar a compra, o que facilitará sua vida”, diz Sampaio.

A cada três amigos seus indicados para uma oferta que a adquirem, o consumidor ganha em créditos o valor daquela oferta. E isso será cumulativo, isto é, se a pessoa indicar seis amigos que fecharem negócio, receberá o dobro.

“Também estamos nos preparando para oferecer no futuro descontos instantâneos via smartphones. Ao passar por lojas parceiras, o consumidor receberá alertas no celular sobre ofertas que poderá comprar e usar na mesma hora”, explica Sarmento.

Vamos aguardar para ver o desempenho desse novo modelo de site de compra coletiva acompanhando o ranking dos sites de compras coletivas em nosso blog.

Novo modelo de site de compras coletivas
Avalie este artigo

4 COMENTÁRIOS

  1. Depende! Metade do preço em qualquer lanche do Mc’Donalds em qualquer prato no Outback 30% em qualquer livro na Saraiva, num item na Submarino.com… Não iria pensar 2 vezes em adiquirir. Abs

  2. Verifiquei o site indicado nesta postagem e vi que eles fazem meio que a proposta inversa do que os outros oferecem. Mas desta forma acho que devem cairão numa armadilha de reclamações e coisas do tipo, pois para o cliente o interessante é ele saber qual valor a ser pago e o desconto recebido, exemplo: com 50% de desconto pague apenas 40 ao invés de 80.
    Neste modelo verifiquei algumas ofertas e vi que não informam exatamento quanto o cliente irá pagar e as vezes informam somente o valor do detesconto, fazendo assim com que o usuário tenha que calcular o valor total para subitrair o desconto e assim chegar ao valor a ser pago.
    Olha só que trabalhão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here