O Futuro do E-Commerce

Se você já acha que as lojas virtuais de hoje em dia evoluíram muito, prepare-se porque em pouco tempo você poderá acabar achando-as até primárias. Não só as tecnologias no negócio e-commerce passarão por profundas modificações nos próximos anos como também a própria forma de fazer negócios pela Internet sofrerá modificações radicais. Para não ser pego de surpresa, veja algumas das inovações que devem transformar radicalmente o comércio eletrônico nos próximos meses, anos e décadas.

M-Commerce – A sua loja virtual vai caber na mão do seu cliente! O "M-Commerce" ou comércio eletrônico mobile já é uma realidade. Segundo a ABI Research americana, vamos fechar 2010 com 2.4 bilhões de dólares em vendas no varejo via celular. A possibilidade de fazer compras em lojas virtuais através da interface do celular já é uma realidade para os milhões de usuários do iPhone, smartphones e até celulares convencionais. Na verdade, espera-se que o celular ultrapasse o computador como principal gadget de acesso a internet em 2012. Segundo a Juniper, as vendas do varejo no comércio eletrônico via celular irá ultrapassar os 12 bilhões de dólares em 2014.

O Brasil não vai ficar atrás, “Nós acreditamos que o m-commerce vai vingar em breve, pois é uma tendência muito forte no mercado. Se hoje muitas ações já giram em torno do celular, por exemplo, por que não podemos fazer desse modelo a convergência de tudo?”, afirma Joaquim Dias Garcia Neto, diretor de TI do Grupo Pão de Açúcar.

SNO – Social Network Optimization – A grande maioria dos marketeiros da internet já estão usando ou tentando utilizar as redes sociais como ferramentas de marketing para prospectar e promover suas empresas, marcas e produtos. As redes sociais começaram alguns anos atrás como uma maneira das pessoas fazerem amigos e manterem contato com pessoas que possuem interesses comuns via internet. Com o passar do tempo, as redes sociais se transformaram em uma excelente maneira para as empresas atingirem seus mercados e contatar os seus clientes diretamente. Social Network Optimization é uma rápida e efetiva maneira de fazer marketing viral e construir uma boa reputação.

Recentemente o Google lançou o Google Buzz e o Google Wave para tentar barrar o crescimento da Facebook e do Twitter tamanho a relevância que essas ferramentas tem hoje no mundo quando o assunto é a busca por informações para ajudar as pessoas a tomarem decisões.

Conteúdo Gerado pelos Clientes Como todos podem constatar, as mídias sociais estão bombando e vieram para ficar. Entretanto, as operações de comércio eletrônico ainda não conseguiram fazer os clientes perceberem as lojas virtuais como locais onde podem compartilhar a suas opiniões pessoais sobre os produtos que compram. Isso acontece porque o comércio é tradicionalmente percebido como local de compras e não como local onde podemos conversar com os vendedores e trocar experiências sobre aquilo que compramos.

A grande maioria das pessoas ainda vêem o comércio como um local para irmos apenas se quisermos comprar algo e não aprender algo. As lojas virtuais tem que conquistar a confiança dos clientes para mudar essa percepção. As lojas tem que se mostrar transparentes, honestas, abertas, éticas, e se posicionarem como empresas que estão ao lado do consumidor, e não apenas ao lado do fornecedor.

Lojas Virtuais Privadas Toda grande marca precisa eventualmente "queimar" os preços de determinados produtos mas não pode fazê-lo a céu aberto porque não quer torrar a imagem do produto construída depois de pesados investimentos de marketing. Uma bela solução para esse problema são as "lojas virtuais privadas" que funcionam como se fossem clubes privados e disponíveis apenas para pessoas qualificadas e cadastradas. Nos EUA as "lojas virtuais privadas" tiveram uma taxa de crescimento quatro vezes maior do que as lojas tradicionais em 2009.

Produtos virtuais Os seus problemas com estoque acabaram, chegaram os produtos virtuais! Nos últimos anos nós experimentamos a incrível explosão de vendas de produtos virtuais como jogos, customização de avatars, presentes virtuais, mídia digital, software, livros, aplicativos para iphone e muitos outros produtos que só existem na forma digital. A tendência deve se acentuar nos próximos anos com a entrada pesada das tecnologias de Realidade Aumentada e a crescente oferta dos computadores tablets e o contínuo crescimento das vendas de smartphones.

Tecnologias Alternativas de Pagamentos Todo comerciante sabe que quanto maior a diversidade de formas de pagamento que ele oferece em sua loja, maiores são as chances da loja vender mais. Com o advento da PayPal, as maiores lojas de comércio eletrônico começam a pensar na possibilidade de oferecer aos seus clientes alternativas às formas tradicionais de pagamento. A Amazon já pisou fundo nessa iniciativa faz alguns anos, e com a crescente digitalização dos sistemas financeiros no Brasil, abre-se a oportunidade para as grandes operações de comércio eletrônico criarem suas próprias formas de pagamento, e assim reduzir os custos atuais que possuem com cartão de crédito e boleto bancário de terceiros.

Os próximos 10 anos tem tudo para se transformarem na década mais fascinante da história do comércio. E você? Já começou a se mexer?
 

O Futuro do E-Commerce
Avalie este artigo

12 COMENTÁRIOS

  1. As tecnologias de pagamentos e as chamadas moedas virtuais são realmente uma grande tendência no mercado.

    Paralelo ao grande crescimento do mercado de cartões de crédito principalmente e de bandeiras alternativas, vemos moedas digitais surgindo por toda a parte e em segmentos muito variados como jogos online e redes sociais.

    É um desafio para o mercado de gateways de pagamento manter-se antenado a estas tendências e oferecer serviços cada vez mais focados nas necessidades de cada segmento que amadurece no comércio eletrônico.

    Abraços

    Flávio Maciel
    iPAGARE Pagamentos Online

  2. As tecnologias de pagamentos e as chamadas moedas virtuais são realmente uma grande tendência no mercado.

    Paralelo ao grande crescimento do mercado de cartões de crédito principalmente e de bandeiras alternativas, vemos moedas digitais surgindo por toda a parte e em segmentos muito variados como jogos online e redes sociais.

    É um desafio para o mercado de gateways de pagamento manter-se antenado a estas tendências e oferecer serviços cada vez mais focados nas necessidades de cada segmento que amadurece no comércio eletrônico.

    Abraços

    Flávio Maciel
    iPAGARE Pagamentos Online

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here