Saiba porquê optamos por não utilizar o Magento

Saiba porquê optamos por não utilizar o MagentoMuito possivelmente o que trouxe você a ler esse artigo foi a curiosidade, do que quero dizer com “Que nada!” então irei justamente falar e explicar sobre isso. Se você já possui uma Loja Magento ótimo, esse artigo pode te ajudar a esclarecer algumas questões, ou se ainda não tem e está pensando em utilizar, esse artigo também pode te fazer refletir a respeito, e ajudar a tomar sua decisão.

VERDADE: O Magento não é para todos os e-commerces

Que o Magento é um sistema super completo, altamente profissional e muito poderoso, tenho certeza que eu e você concordamos quanto a isso. Mas o que algumas pessoas não sabem é que o Magento é um sistema que necessita de recursos e não são poucos, tanto de mão de obra altamente qualificada, como investimentos em servidor (hospedagem), entre outras características. Embora o Magento seja um sistema Open Source, que pode ser baixado da internet gratuitamente, e instalado em um servidor com PHP + MySql, isso não significa que ele seja um sistema barato ou até gratuito, muito pelo contrário.

O Magento é indicado para E-commerces que exijam alta personalização, flexibilidade e seja instalado em um servidor com recursos para atender as exigências do Magento, em geral um dedicado ou Cloud Computing.

Quando não utilizar o Magento

Bem se o Magento é um sistema comprovado, altamente eficaz, e super profissional, existe situações onde ele não se aplica e não é recomendado ? Sim existe. Mas os motivos não são devido a limitações no sistema, muito pelo contrário, e sim devido as exigências de servidor que representa um custo mais elevado com hospedagem e mão-de-obra qualificada. Estou falando de pequenos Ecommerce, até micro lojas virtuais. Tenho visto com alguma freqüência, a instalação do Magento em hospedagens compartilhadas, ou seja com poucos recursos, e isso é uma verdadeira aberração, na minha opinião. Certamente essa loja virtual vai apresentar lentidão, por mais que o Magento seja bem configurado e otimizado, porque a hospedagem não possui os recursos de que o sistema precisa para executá-lo com eficiência.

Para pequenos E-commerces, existem opções de lojas virtuais alugadas, que certamente serão mais interessantes em vários aspectos: custo, velocidade, simplicidade, sem manutenção e muito menos dor de cabeça para o lojista virtual.

A velocidade da plataforma é crucial !

Já tive a oportunidade de testar muitos tipos de plataformas de e-commerce, tanto como desenvolvedor web e como lojista virtual utilizando na prática, no dia-a-dia. Testamos Sistemas de Lojas Virtuais como: Magento, Open Cart, Prestashop, Oscommerce, e várias outras. E tem um aspecto que imagino que seja crucial para todo lojista virtual, que é a velocidade, o desempenho da plataforma. De nada ainda você ter uma loja virtual linda e maravilhosa, cheia de recursos – se ela for lenta. Se a Loja demorar a abrir você simplesmente perde o cliente, ele vai embora da sua loja virtual. Para quem está ambientado com o E-commerce sabe que desempenho é tudo! Isso é um ponto altamente relevante diante de tanta concorrência que existe hoje, basta um clique para o comprador simplesmente sair da sua loja e ir embora, e talvez nunca mais voltar.

E mais ! O rankeamento no Google está diretamente ligado a velocidade de sua loja virtual, porque o Google entende que sites rápidos dão uma melhor experiência de navegação ao usuário, e isso ajuda muito na sua classificação. Em contrapartida, se sua loja for lenta, está correndo o risco de perder posição nos resultados de pesquisa do Google.

E ainda tem mais ! Todo o e-commerce possui campanhas de marketing digital pagas, normalmente por CPC, onde paga por clique. Uma das piores coisas que pode acontecer é você ter uma loja lenta, que demora a abrir numa campanha CPC, pois pode acontecer do internauta não esperar a loja abrir, e você acabar perdendo a chance de venda, mas fica com o clique para pagar.

Antes de ser crucificado ou linchado

Só quero dizer que não tenho nada contra o Magento, muito pelo contrário é sistema fantástico, robusto e poderoso – e justamente por esses predicados é que essa plataforma merece a devida atenção na hora de contratar profissionais, escolher hospedagens, e naturalmente fazer a opção por ela.

A mensagem que gostaria de deixar é que se optar pelo Magento, faça uma opção consciente de que é uma plataforma que exigirá tanto recursos de investimento, como profissionais ou empresas qualificadas, indicado para E-commerces Profissionais, que estão buscando alta personalização.

Conclusão

Por esses motivos, optamos em não utilizar o Magento E-commerce aqui no Vender Mais Online, embora seja uma tendência tecnológica, entendemos que o Magento atende especificamente um tipo de lojista, aquele que busca muitos recursos e quer investir para ter um E-commerce Profissional.

O Vender Mais Online se posicionou em atender pequenos e médios E-commerce, com sua própria Plataforma, e o principal quesito, ou seja, o ponto mais forte do nosso sistema é a velocidade, sem falar que também de forma geral não perde em nada para o Magento, possuindo muitos recursos de SEO e tantos outros.

Saiba porquê optamos por não utilizar o Magento
Avalie este artigo

2 COMENTÁRIOS

  1. André em alguns pontos você está TOTALMENTE EQUIVOCADO, tem sites em Magento rodando em hospedagem compartilhada de até 30 reais mensais, então não precisa de um CLOUD ou DEDICADO.

    Já testou o Magento com cache habilitado, pois ele usa seu cache que diminui até 80% do tempo da abertura das páginas, ou seja é muito RÁPIDO SIM.

    Magento pode e deve ser utilizando em qualquer nicho de e-commerce, basta conhecer a ferramenta.

    A “G” do comentário também faz um tempinho que ela não se atualiza as informações do Magento, pois ele está utilizando o conceito FLAT em suas tabelas também.

  2. O Gargalo do Magento é banco, usar o MySQL e aquela estrutura de eav é um pouco lenta demais ao invés das flat tables.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here