SEO é tarefa de marketing e não de programadores

Raramente CEOs, diretores ou mesmo a equipe de marketing possuem conhecimentos técnicos de programação. Boa parte dessas pessoas não faz muita ideia de como um site é construído e prefere nem saber. Por esse motivo, acabam deixando a otimização para buscadores – SEO, nas mãos dos desenvolvedores do site (próprios ou terceirizados), esperando que eles façam bem esse trabalho.

O problema, no entanto, é que esse trabalho depende muito mais de um direcionamento de marketing do que essas pessoas costumam acreditar. Nesse post explicamos porque um marqueteiro deve participar ativamente das otimizações:

O marqueteiro costuma conhecer melhor o negócio, seus objetivos e a linguagem do cliente

É impossível estar nas primeiras posições do Google para todos os tipos de busca. Os bons trabalhos de otimização são focados na escolha de keywords (palavras chave) que sejam importantes para o negócio. Fazer bem essas escolhas depende de experiência no mercado e conhecimento/contato com o cliente.

Não espere que o desenvolvedor saiba quais são essas keywords. Isso é responsabilidade do Marketing.

Otimização no código (on-page SEO) é muito pouco, o que faz diferença é conteúdo

Segundo estimativas do SEOmoz, a autoridade do domínio e da página específica – medida principalmente pelos links e compartilhamentos em mídias sociais – são os principais fatores de rankeamento atualmente. Em seguida vem o quanto a página e o domínio usam as keywords desejadas.

Isso nos diz que o trabalho principal de alguém que está fazendo SEO é criar conteúdos incríveis sobre as keywords, utilizando-as no título e ao longo do texto, além de conseguir links para esse conteúdo.

Obviamente, esse tipo de tarefa não tem nada a ver com programação: depende muito mais da qualidade do conteúdo e dos relacionamentos da empresa do que qualquer outra coisa. E aí, novamente, a responsabilidade é do marketing.

Quando ter marqueteiros fazendo SEO é arriscado

Por mais óbvio que pareça, o grande risco de marqueteiros fazendo SEO é exatamente o de eles não entenderem de SEO. É muito comum que as pessoas que trabalham em marketing acabem pensando e produzindo conteúdo sobre suas ideias “criativas”, mas não há ninguém procurando efetivamente por aquilo no Google.

Outro problema é não saber o básico de como um site funciona e como o Google lê o conteúdo. Todo marqueteiro deve entender o SEO básico, conhecer o mínimo de HTML, saber o que é page title, headings, description, alt.

Se servir como alento, tenho formação em administração e experiência nula em programação. Mesmo assim, não foi muito difícil entender a base. É mais simples do que parece.

Por que o desenvolvedor ainda é muito importante nas otimizações

Apesar de tudo o que dissemos, o desenvolvedor ainda é muito importante no processo. Primeiro porque normalmente ele é quem sabe colocar a mão na massa, colocar no site aquilo que foi determinado pelo marqueteiro.

Depois porque ainda existem diversos aspectos da otimização que vão além do conhecimento de marketing. É importante, na visão do Google, que as empresas possuam sites rápidos, estáveis, com códigos bem escritos e sem conteúdo duplicado. Facilita também o envio de um sitemap na Central do Webmaster e a correção dos erros lá apontados. Em todos esses itens, dificilmente um marqueteiro conseguirá dar conta do trabalho sozinho.

Fonte: Resultados Digitais

SEO é tarefa da equipe de marketing
Avalie este artigo

5 COMENTÁRIOS

  1. Eu seria mais específica. SEO é para comunicadores. Gente formada em publicidade e propaganda! O “marqueteiro” tá ali do lado, mas quem tem a formação mais adequada para o entendimento, dsenvolvimento e construção do SEO é a galera que fez COMUNICAÇÃO.
    Nada pessoal, basta dar uma olhada no conteúdo programático dos cursos.

  2. A participação do Desenvolvedor junto ao profissional de Marketing deve ser conjunta. Conhecimentos agregados levam a um trabalho notável que eleva o valor da publicação, trazendo resultados positivos. É insuficiente que cada um faça sua parte quando se fala de resultados online, até mesmo o designer gráfico tem de saber o que são as técnicas de SEO, pois o google busca por imagens também. Em meu blog, atuo das duas formas, sou estudante de marketing e administração e faço atualmente cursos de webmaster e design gráfico, além de ler cerca de 4 e-books por semana relacionados ao meu nicho de trabalho. A grande sacada é se manter atualizado e tornar-se profissional, e mesmo que não se tenha diploma algum, o conhecimento muitas vezes fala mais alto.

    Grande abraço. Sucesso no clube.

    Francisco Vargas
    Fale comigo no skype:francisvargas

  3. Eu discordo! SEO é função dos desenvolvedores, afinal a criação de protocolos que exigem chamadas a Banco de Dados, realização de TAG Attributes, METAs são funções dos programadores.

    Agregar funções para tal negócio é a solução ou seja, é muito mais fácil você fazer com que um desenvolvedor (inteligente) entenda de marketing do que um marketeiro de tecnologia.

    A SEO não são apenas escolhas de palavras-chaves ou termos de pesquisa, ela exige muito da parte técnica. Atualmente o Google após sua alteração de algoritmo em Novembro de 2011 está valorizando muito a velocidade de download das páginas e isso só um especialista em Desenvolvimento pode fazer.

    Me desculpem os marketeiros, mas a SEO não é para eles!

  4. Essa é uma distorção que temos acompanhado ultimamente. Embora a participação do programador no projeto de SEO seja fundamental, o dia-a-dia do trabalho cabe ao profissional de marketing, inclusive, porque envolve outras ações como, por exemplo, o monitoramento através do Google Analytics.

    Um grande abraço a todos

    Alberto Valle
    http://www.cursodeecommerce.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here