As vantagens de ter um e-commerce hospedado em nuvem

As vantagens de ter um e-commerce hospedado em nuvemAs vendas no comércio eletrônico cresceram 29% em 2012 no país, movimentando R$ 24,12 bilhões segundo dados da consultoria E-bit no relatório Webshoppers em sua 27a edição. Além disso, o acesso à Internet via dispositivos móveis não para de crescer e o “mobile commerce” já representa 10% do faturamento total do setor, de acordo com a Câmara Brasileira de Comércio EletrônicoCamara-e.net.

Neste cenário, as oportunidades de vendas no e-commerce podem surgir a qualquer momento, acabando com os antes definidos “horários de pico”, nos quais a maioria dos internautas se encontrava online. Por conta disso, ter um site que oscila na hora de vender o que o e-consumidor quer pode ser decisivo para que ele compre em um concorrente.

Tendo isso em mente, apresento abaixo algumas vantagens de levar a hospedagem da sua loja para a nuvem, ou seja, utilizar Cloud Computing para oferecer um serviço de alta disponibilidade a um custo que representa uma fração da solução semelhante utilizando servidores dedicados:

Escalabilidade

Ao utilizar uma hospedagem em Cloud Computing para sua loja você dispõe de capacidade de processamento, espaço em disco e banda de acordo com sua necessidade. É possível dosar o investimento inicial e incrementá-lo gradativamente, conforme o crescimento da sua loja virtual.

Suporte a picos de demanda

Com a arquitetura em nuvem é possível preparar sua loja virtual para ocasionais picos de acesso, liberando mais banda e processamento para evitar a queda na qualidade de navegação do usuário, assegurando a conclusão do processo de venda.

Flexibilidade

Além de suportar picos repentinos, nos casos de promoções programadas, que acarretarão aumento significativo de volume, é possível alterar as configurações dos servidores que hospedam o site apenas para o período da promoção, o que permite atender esta demanda com qualidade e economia de custos.

Reduza custos e evite problemas

Quando falamos em hospedagem física, as lojas virtuais têm duas opções: compartilhada ou dedicada. Na hospedagem dedicada o investimento é extremamente alto e, ainda assim, os picos de demanda podem prejudicar significativamente o acesso ao site. Já no caso de hospedagem compartilhada, além de contar com as mesmas limitações do ambiente dedicado existe o risco adicional de ter seu site desativado por prejudicar os demais sites que utilizam o mesmo servidor, ou então ser um dos sites prejudicados por outro presente na mesma máquina. O varejista acaba punido justamente quando está fazendo sucesso. Este tipo de situação não ocorre quando seu site está em um servidor cloud que possui recursos dedicados.

Arquiteturas de alta-disponibilidade a preços acessíveis

Além das vantagens mencionadas acima, que podem ser aproveitadas quando um único servidor suporta o site de comércio eletrônico, o fato de um servidor na nuvem custar apenas uma fração do que custa um servidor dedicado permite que sejam utilizadas arquiteturas que asseguram redundância de recursos, tais como balanceamento de carga (ativo/ativo) e fail-over(ativo/passivo), a custos significativamente inferiores, se comparados a este tipo de solução utilizando servidores dedicados. Disponibilidade de 99,9% ou superior que dispensa investimentos exorbitantes em hardware.

Segurança

Há muito preconceito quanto à segurança das nuvens públicas. Para mitigar os riscos de segurança, dois fatores importantes devem ser considerados: o fornecedor do serviço e a tecnologia utilizada. Procure fornecedores que possuem boa reputação e tempo de mercado, busque detalhes a respeito das soluções de segurança em nuvem que estes fornecedores oferecem. Para sites de comércio eletrônico as principais preocupações são ataques maliciosos e roubos de dados e existem soluções robustas para o ambiente de nuvem que asseguram proteção contra estas duas ameaças, porém são poucos os provedores de hospedagem em nuvem que oferecem tais soluções em território nacional.

Por André Tellini é Gerente de Produtos da MANDIC

Avalie este artigo

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA