Boate Kiss e o sumiço nas redes sociais após tragédia
Boate Kiss nas redes sociais

Boate Kiss e o sumiço nas redes sociais após tragédia

Boate Kiss e o sumiço nas redes sociais após tragédia
Boate Kiss nas Redes Sociais

Após tragédia em Santa Maria, a página da “Boate Kiss” no Facebook foi desativada. Porém, seu perfil no Twitter continua aberto, mas inativo.

O Brasil viu o seu segundo maior incêndio da história (27), que levou o nome de “Tragédia de Santa Maria” e que deixou mais de 331 mortos (até o momento), tendo repercussão no mundo inteiro graças às mídias televisivas e aos portais de notíciais.

Como reflexo, as redes sociais bombaram com publicações de notícias e opiniões sobre o triste acompanhamento do caso.
No Twitter, a hashtag #ForçaSantaMaria ficou mais de 8 horas em primeiro lugar nos Treding Topics Mundial. Além da hashtag #PrayForSantaMaria com mensagens de pessoas do mundo inteiro, dentre elas vários famosos como Lady Gaga, Gusttavo Lima, Miguel Falabella, Romário e Ronaldo.

Posicionamento da Boate Kiss nas mídias sociais

Nenhum. Não tiveram nenhum posicionamento via web. O único posicionamento foi uma nota oficial através dos advogados. (atualizado 28.01 / 08 AM)

Nota oficial da Boate Kiss. (via Agência Brasil)

Logo após a grande repercussão das mídias de comunicação, a boate desativou a sua página no Facebook. Quando averiguei, havia se passado apenas 4 horas da divulgação em massa da notícia e a fan page já estava desativada.

Até o momento, cerca de 55 páginas foram criadas no Facebook relacionadas à “Boate Kiss.” Algumas como homenagem as vítimas, outras com notícias e algumas fakes. Que repassaram até uma nota falsa se passando pela empresa.

Boate Kiss nas redes sociais - Twitter
Repercussão da tragédia na Boate Kiss no Twitter

Uma das páginas, intitulada de “Informações da Tragédia da Boate Kiss” alcançou em apenas 1 dia mais de 45.000 fãs e até aqui tem sido relevante, com bons exemplos de utilidade pública e webcidadania.

Foi correta ou não a posição da boate?

No Twitter recebi várias menções das pessoas perguntaram se o ato de não se expressar nas redes sociais e desativar a fan page foi correta.

Pois bem, esta questão vai um pouco além do entendimento de um especialista em redes sociais, porque envolve questões judiciais.

Se fosse um cliente meu, provavelmente eu falaria com o advogado da empresa para averiguar a situação judicial e por fim, também desativaria a página no Facebook.

Envolver-se em uma gestão de crise como esta, a nível mundial e ainda na internet não é uma boa ideia. Apenas a presença da boate (interagindo ou não) geraria revolta e seria apenas lenha na fogueira… Nem o Papa conseguiria apaziguar!

Enquanto isso no Twitter da boate que não foi excluído, as mensagens demonstram o quanto seria difícil estar ativo nas plataformas sociais.

A desaprovação das pessoas com relação ao estabelecimento foi geral. Nenhum argumento domaria tal revolta.

Considerações finais

Fiz um levantamento de algumas pessoas que morreram e vendo seus perfis nas redes sociais e analisando suas postagens de alegria e descontração dá uma grande tristeza. Rapazes jovens e garotas lindas, algumas pareciam modelos tendo suas vidas terminadas de forma trágica.

Saindo um pouco da questão profissional. Fica aqui o meus singelos sentimentos aos famíliares das vítimas. Que todos eles possam achar em Deus o refúgio e fortaleza nessa triste tribulação. Estarei orando neste sentido.

Fonte: Blog do Tiago Carossi

Boate Kiss e o sumiço nas redes sociais após tragédia
Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here