Como evitar as fraudes no e-commerce no período de Natal

Como evitar as fraudes no e-commerce no período de Natal

Como evitar as fraudes no e-commerce no período de NatalO natal deste ano promete ser um dos melhores para o comércio eletrônico, porém é sempre bom ficar atento quando for realizar compras pela internet e não cair nos golpes que surgem em meio às ofertas. O e-commerce deve faturar R$ 2,2 bilhões na temporada de vendas deste Natal, 40% acima do Natal de 2009, segundo um relatório da empresa de pesquisa de mercado e-bit.

Tudo que se destaca na internet chama a atenção de criminosos também. Antes de realizar suas compras de natal através de sites de e-commerce é bom ficar atento para as diversas promoções que estão atreladas a golpes de roubo de dados ou mesmo para tornar sua máquina parte de uma rede zumbi (botnets).

“O que motiva mais de 23 milhões de pessoas a terem coragem de checar seus extratos e pagar contas via internet, e a não realizarem compras? Afinal, 83% dos sites possuem algum problema de segurança que possa comprometer os dados armazenados”, questiona Mauricio Kigiela, diretor do Site Blindado S/A, empresa de soluções de segurança para web.

Por outro lado, a internet é um ambiente muito favorável às compras. “Você pode fazê-la sem vendedores empurrando produtos, sem pegar trânsito ou pagar estacionamento, e a qualquer hora e em qualquer dia da semana”, completa Kigiela. Mas o processo de decisão para realizar a primeira compra online não deve ser tão simples assim.

O Brasil é o terceiro país no mundo com o maior número de fraudes via internet, de acordo com o Relatório Global de Ameaças à Segurança na Internet da Symantec. Portanto, se você é um dos milhares de brasileiros que irá se aventurar pelas ofertas virtuais, fique atento para algumas dicas de segurança para evitar cair em golpes.

Veja algumas dicas para evitar fraudes no e-commerce neste Natal

Com tantas ameaças por ai, vejamos então quais as melhores formas de evitar as fraudes nas compras pela Internet neste período de Natal.

Software de proteção

Órgãos de defesa do consumidor, como o PROCON, sugerem que antes de iniciar as compras pela web os usuários instalem ou atualizem seus programas antivírus e firewall. Manter o antivírus atualizado é o principal cuidado a ser tomado.

Cuidado com os e-mails que recebe

Além disso, tenha cuidado com as mensagens recebidas em seu e-mail. Não abra mensagens de remetentes desconhecidos e tenha especial cuidado ao abrir anexos e acessar links enviados, pois eles podem conter programas maliciosos. Uma dica é acessar seu programa de e-mail cliente e configurar o leitor de mensagens, desativando as opções que permitem abrir ou executar automaticamente arquivos ou programas anexados aos e-mails. Os criminosos normalmente disseminam seus golpes por meio de e-mails scams, portanto desconfie de mensagens prometendo prêmios, solicitando dados cadastrais, com fotos ou mensagens de amor e amizade ou cartões virtuais.

Certificações de segurança

Ao acessar o site da loja virtual, verifique se a mesma possui alguma certificação de segurança. “O portal pode oferecer condições incríveis, mas precisa assegurar que os dados do cartão de crédito que o consumidor passa ao efetivar uma compra são criptografados. Isso é possível por meio dos selos de segurança exibidos no site”, afirma Bernardo Carneiro, diretor do Site Blindado S/A.

Computadores de Lan Houses

Evite também utilizar computador de lan-houses ou internet cafés, pois podem não ter os programas de segurança necessários para proteger seus dados. Quando estiver concluindo as compras e inserindo informações confidenciais, verifique se o endereço do site no browser foi alterado para HTTPS e se a imagem do cadeado também aparece.

Pesquise nas redes sociais

As mídias sociais também são ótimas fontes para avaliar a credibilidade de determinado portal, portanto utilize-as ao máximo para pesquisar a analisar as condições de compras por aquele site. Verificar os termos e as políticas de vendas dos sites também é importante para saber mais como a empresa trabalha.

Meio de pagamento

Cheque também que tipos de marcas e parceiros o portal possui. Muitas vezes, se o site oferece o pagamento por meio de empresas digitais confiáveis como Mercado Seguro, PagSeguro, Braspag e PayPal, a compra tem grandes chances de ser concluída e caso ocorra qualquer problema, essas empresas se responsabilizam pelo prejuízo do consumidor.

Se mesmo assim ainda tiver dúvidas sobre determinada loja virtual, mas mesmo assim acha que vale a pena tentar pelas ofertas, especialistas sugerem que a primeira compra seja feita com produtos de menor valor. Se depois for satisfatório para o consumidor, as próximas compras já não terão tantos problemas.

Mas se de alguma forma o consumidor se sentiu prejudicado pela demora da entrega, falta de produtos, arrependimento após a compra ou qualquer outro tipo de problema, saiba que você possui muitos direitos sobre o e-commerce e deve conhecê-los a fundo também para saber como se defender.

Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here