8 Lições estratégicas do poker para as mídias sociais

8 Lições estratégicas do poker para as mídias sociais

“Seja humilde: na mente do iniciante há mais possibilidades do que na mente do expert .”

Vocês devem estar achando estranho o titulo do artigo. Devem ainda estar se perguntando o que é que tem a ver o poker e as mídias sociais. Interrogações à parte, a maior similaridade entre esses dois entornos é a constituição de ambientes de socialização. No entanto, a aproximação não termina por aí. Para obter apostas de êxito é preciso manter uma percepção ávida do outro. Dessa forma, é possível entender as motivações dos “jogadores”, e, a partir daí, traçar uma linha assertiva de atuação.

Apesar de não ser uma entendedora do poker, a minha ousadia me permite escrever um post inspirada em algumas dicas de Tony Hsieh, CEO e fundador da Zappos, em seu livro Satisfação Garantida. O autor, em suas aventuras Hold’em, descobre algumas estratégicas que  potencializam o sucesso no jogo. Abaixo realizarei uma analogia entre o conteúdo exposto por ele e as diretrizes ideais (ou não) para uma boa gestão das mídias sociais:

Não entre em jogadas que você não entenda, mesmo se vir muitas pessoas ganhando dinheiro com elas

Respeite a cultura pré-estabelecida em cada plataforma social que resolver se integrar. Os usuários não enxergam com bons olhos empresas que querem empurrar sua marca guela abaixo sem fazer um esforço prévio para se adequar as regras determinadas pelo grupo. Agir com desconhecimento e soberba são equívocos inaceitáveis na cultura digital.

Não trapaceie. Trapaceiros nunca ganham em longo prazo

Nunca parta do pressuposto que os usuários não entendem do seu negócio ou que sua empresa só deve dar satisfação caso seja solicitada. Mais do que nunca a transparência é geradora de confiança. Lembra-se que enquanto sua marca tem apenas um canal para tentar manipular a informação, existe uma rede descentralizada disposta a desmascará-la.

Mantenha-se fiel a seus princípios

O posicionamento da marca nos ambientes interacionais online deve estar em consonância com os valores defendidos por ela. Se a sua marca não tem princípios bem definidos, reveja a sua participação nas mídias sociais. Em algum momento ela será colocada contra a parede, e a sustentação desses valores poderá evitar crises de reputação.

Seja flexível

Mesmo que exista um planejamento periódico de atuação nas mídias sociais, é preciso ter flexibilidade para realizar ajustes constantes à medida que a dinâmica dessas redes mudam.

Seja paciente e pense em longo prazo

Não é porque a Tecnisa vendeu um apartamento através do Twitter, ou a Dell conseguiu gerar mais de 1 milhão  de receita com sua participação no microbloging, que a sua empresa terá um retorno imediato nas mídias sociais. Não se iluda! Como já explicado em uma publicação anterior, o ROI das mídias sociais deve ser calculado em longo prazo. Principalmente porque exige muito investimento na construção dos relacionamentos.

Os jogadores mais perseverantes e concentrados geralmente ganham

Pode parecer clichê, mas a gestão das mídias sociais é coisa séria. É preciso estabelecer objetivos, determinar estratégia, monitorar sua marca e a dos seus concorrentes, verificar métricas de avaliação de resultados…Enfim, é um trabalho que exige muita dedicação para obter algum tipo de feedback.

Diferencie-se

É necessário realizar um benchmark constante para acompanhar as tendências do mercado digital. Contudo, uma prática infalível é escutar os usuários, eles lhe dará insigths eficientes que, somados a criatividade e recursos inovadores, ampliará a experiência com a marca.

Não se deixe “abater”

Em algum momento sua marca será alvo de críticas. O velho ditado popular “Nem Jesus agradou a todos” também é válido para as plataformas sociais. No entanto, as estratégias apontadas nos tópicos 2 e 3 serão essenciais na gestão de uma crise de reputação.

Por fim, é imprescindível entender que “o jogo começa mesmo antes de se sentar na cadeira”. Ele começa quando você decide em que mesa irá sentar. Se quer sentar na mesa das empresas que estão dispostas a mudar sua cultura corporativa e descentralizar os processos, ou na mesa das corporações tradicionais que mantém uma gestão vertical. Sim, o sucesso nas mídias sociais está diretamente ligado ao modelo de gestão do seu negócio.

Danila Dourado – Consultora em estratégias digitais, direciona sua atuação para a otimização do modelo de negócio empresarial por meio das novas mídias interativas. Para isso, utiliza o planejamento estratégico como diretriz-base da efetividade das soluções apresentadas.

Fonte: Midia Boom

Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here