Um olhar crítico sobre o Google Analytics

Um olhar sobre o Google Analytics

Um olhar crítico sobre o Google AnalyticsUma das características que faz do Google uma das empresas mais queridas do mundo é a sua política de disponibilizar ferramentas de alta qualidade. Gmail, Google Maps, Google Earth, Chrome, a lista vai longe. Um dos seus aplicativos mais significativos é o Google Analytics, poderosa ferramenta de estatística, que será o tema do post de hoje.

Lançado sob o seu nome atual em 2005, o Google Analytics foi construído tendo por base o sistema Urchin on Demand, da empresa californiana Urchin Software Corporation (que foi adquirida pelo Google naquele mesmo ano).

Quando lançado, em Novembro de 2005, o Analytics rapidamente teve suas qualidades reconhecidas pelo mercado. Como resultado disso, houve uma verdadeira corrida para se registrar no serviço. A enxurrada de novos usuários foi tão grande que novas inscrições foram suspensas uma semana depois do lançamento, já que a intensa procura ameaçava a estabilidade dos servidores do Google. Nunca antes tinha sido tão simples se obter dados para medir a quantidade e a qualidade da atenção dada ao seu site.

Os recursos do Google Analytics

Esse fervor é justificado quando se entra em contato com os recursos do programa. Com a instalação correta, ele consegue listar dados muito relevantes, como o número de acessos a qualquer parte da sua loja, a localização geográfica dos visitantes, as línguas faladas por eles e até mesmo que tipos de computadores e browsers eles usam. Cada um desses dados pode ser usado em uma campanha de marketing bem planejada.

É possível também descobrir de onde eles vieram para chegar à sua loja. Por exemplo, se saíram de mídias sociais, se vieram de buscas do Google ou se clicaram em anúncios pagos. Nesses casos, ele relata as palavras-chave que foram usadas para que isso acontecesse. Dessa forma, caso você tenha uma campanha no Google AdWords,  fica muito mais fácil otimizar suas palavras-chave, cancelando as de baixo rendimento e reforçando as mais efetivas. Além disso, ele ainda oferece opções de segmentação avançada, que podem captar números que as estatísticas padrão do Analytics não preveem.

E você? Já teva alguma experiência com o Google Analytics? Deixe seu comentário.

Fonte: Bis2Bis

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here