Como atrair tráfego qualificado para sua loja virtual

Gere tráfego qualificado com recursos da rede

Como atrair tráfego qualificado para sua loja virtualAtuar em nichos de mercado é uma prática comum entre as empresas que partem para o ambiente digital. Alguns empreendedores veem mais vantagens em se especializar em um segmento específico, quando já há uma enxurrada de magazines no comércio eletrônico, alguns de grande porte e conhecidos pelos consumidores de varejo físico. O raciocínio não está errado, se houver um trabalho intensivo na qualificação da audiência da loja virtual.

Não é vantagem para nenhuma loja virtual registrar um ótimo fluxo, se não há vendas. Neste caso, o problema pode ser erro de comunicação. Cada processo da empresa precisa estar voltado para os chamados stakeholders, ou público interessado, simplesmente. A internet não é um espaço apenas para compra e venda. É também o lugar apropriado para interação e oferece diversos recursos para atingir determinado grupo de pessoas.

Recursos

Só no Brasil, são 5,9 milhões de termos pesquisados por mês, de acordo com quem é autoridade no assunto, o Google. Daí já se pode concluir que as empresas que figuram entre as primeiras colocadas dos sites de busca saem na frente em termos de divulgação. Para isso, o Search Engine OptimizationSEO tem de estar entre uma das prioridades de empresa. Escolha bem as palavras-chaves do site, mas não se esqueça de que a repetição excessiva, superior a 8%, pode levar seu e-commerce para o final da lista por ser considerada uma técnica de Black Hat, classificada como inapropriada por esses sites.

Ainda considerando os recursos disponibilizados pelos sites de busca, a equipe de marketing da loja virtual pode abusar dos Links Patrocinados. Para quem ainda não está familiarizado com o termo, no inglês Search Engine Marketing (SEM), ele nada mais é do que pagar para ser uma das empresas relacionadas nas pesquisas que envolvam as palavras referentes ao seu negócio. O valor do investimento também é atrativo. A cobrança só é feita de acordo com os cliques na página. Há ainda outras duas formas de aparecer nos links patrocinados. Elas são: no e-mail, de acordo com o perfil do usuário, e nas buscas, quando elas estiverem relacionadas ao tema da empresa.

Mídias Sociais

O tema é recorrente. As mídias sociais são um ótimo lugar para chamar atenção do público da empresa. Porém, nem de longe, elas devem ser usadas apenas para falar de produtos e promoções. O consumidor brasileiro preza pelo conteúdo e não está habituado a se engajar por uma marca. Algo que pode ser invertido ao assumir um posicionamento transparente. A Geração Y, em especial, preza por um discurso verdadeiro, alinhado ao que a empresa se objetiva a fazer. Segundo entrevista cedida por Lívia Barbosa, antropóloga e diretora de pesquisa do Centro de Altos Estudos da escola ESPM, para a revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, a empresa pró-ativa, ligada aos jovens, sairá sempre na frente dos concorrentes.

Para Marcelo F. Silva, gerente de marketing da JET e-Commerce, as mídias sociais fazem mais pelas empresas virtuais do que qualquer outra forma de divulgação. “Além de o empreendedor virtual se manter no mesmo ambiente de trabalho, ele irá estimular o compartilhamento de opiniões entre amigos e outros consumidores, que funcionam mais para as vendas pela internet do que as propagandas comuns e a palavra de especialistas”, diz Silva.

Uma pesquisa recentemente divulgada pela Oh! Panel, encomendada pelo shopping de vendas e compras Mercado Livre, atesta que pouco mais da metade dos usuários brasileiros dos sites de relacionamento usa esses meios para adquirir produtos e serviços. Nos outros países pesquisados, Argentina, Chile, Colômbia, Equador e Peru, o hábito não chega a 50% dos participantes do estudo.

Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here