A importância da Mídia Social para empresas

A importância das redes sociais para empresasA diferença entre Pessoa da Internet e gestor de mídias sociais. Se você faz parte da parcela de empresários que teme a internet na sua empresa, prepare-se para mudar os seus conceitos. E com urgência. Mas antes, eu preciso lhe parabenizar, por conhecer e temer os perigos de uma internet sem limites dentro de uma empresa ou instituição – sim, existem perigos mesmo e não são poucos. Em segundo, quero lhe dizer que, a internet, essa mesma que traz perigos às suas redes, também pode ser uma importante aliada em suas vendas, seja venda de produtos ou venda de serviços.

Em primeiro lugar é preciso ter consciência de que, não se pode pegar um funcionário aleatório e colocá-lo no posto de Pessoa da Internet, delegar algumas coisas que você acha interessante, e fazer com que essa pessoa opere milagres na sua empresa. Impossível, e muito errado. Se fizer isso você corre o sério risco de ter um desocupado o dia todo no Orkut e abrindo e imprimindo e-mail para os outros da empresa que não tem acesso à internet.

A Pessoa da Internet

A Pessoa da Internet, acima de tudo, precisa saber o que está fazendo, e saber o que está escrevendo. Precisa ser uma pessoa comprometida e responsável, que possa assumir o compromisso de atender as necessidades da empresa, e não ficar o dia inteiro em funções das suas redes sociais particulares (o que é muito comum). Hoje temos interessantes opções de atendimento online que evitam, por exemplo, o uso do MSN, na verdade, o mau uso do MSN principal vilão do trabalho. E claro, essas regras devem estar clara desde o início. Outro fator de extrema importância, talvez o fator de maior importância, é ter alguém que saiba escrever e saiba o que está escrevendo. Ter boa gramática, é essencial e a falta de cuidado com esse detalhe pode desencadear o efeito inverso na sua tentativa de entrar para a “high society” das redes sociais. Até porque, nada é mais desagradável do que uma propaganda com erros de português não intencionais.

Excluindo as possibilidades de fracasso nas redes sociais da sua empresa, vamos ao sucesso. Quando você encontra a pessoa inteligente, comprometida, e com conhecimento do assunto, você passa a ter um gestor de mídias sociais.

Passa longe da realidade de algumas empresas ter uma pessoa única e somente para isso. Se for seu caso, você pode delegar esta função à algum membro do T.I., ou alguém responsável pelo site da empresa, ou ainda, a secretária ou telefonista, que pode postar algo nas redes sociais nas horas vagas. Claro que, excluindo o comprometimento a boa gramática, não há muito o que cobrar de uma pessoa que tenha como tarefa secundária a atualização das redes sociais. Como essa pessoa não está ali somente para isso, provavelmente vão passar alguns Tweets ou conteúdos Curtidos recentemente que ela não vai ter como acompanhar. Mas, estar presente, ainda que poucas vezes ao dia, é melhor do que estar ausente.

A entrada da empresa na mídia social é um “bang-bang”: você vai entrar atirando para todo lado, para conseguir captar seus clientes potenciais ou potenciais clientes. Mas claro que é necessário cuidado neste momento, insistir demais ou postar muito conteúdo desinteressante pode te dar uma fama de chato, você pode ser “descurtido” ou levar muitos “unfollows”.

Em que redes devo estar?

Procure estar nas principais redes – as que tem mais usuários no Brasil – e procure anexar ao seu perfil, imagens que identifiquem sua empresa, ou produto, e claro, colocar de forma visível seus contatos, endereços, etc. procure utilizar também, sempre que possível, a mesma identidade visual em todas as redes, ou pelo menos as cores.

Twitter – Microblog com capacidade de postagens de até 140 caracteres. Podem ser feitas postagens a partir de celulares – inclusive de fotos. Não é necessário autorização para seguir uma pessoa no Twitter, no entanto para que ela leia seus post, ela precisa seguir seu perfil, ou ler suas (mentions) menções ao nome dela.

You Tube – O Youtube é uma rede de postagens de vídeos (de padrão, até 10 minutos e que não sejam ou contenham músicas protegidas por direitos autorais). Pode ser usado para postar vinhetas, comerciais de TV, entrevistas sobre uma empresa ou produto, e ainda podem ser incorporadas ao site, ou às outras redes sociais como forma de divulgação.

Facebook – O Facebook é uma rede social com sistema de perfil de usuário como o Orkut. Tem funcionalidades bem semelhantes, como álbuns de fotos, aplicativos, conexão e busca de amigos, mural de recados, etc. Também possui serviço de comentários em fotos, marcação de fotos. Os usuários podem adicionar amigos, mas eles serão adicionados definitivamente quando estes aceitarem.

Orkut – Rede social com sistema de perfil de usuário, onde se postam álbuns de fotos, comentários, depoimentos, etc. Assim como o Facebook, além do sistema de adição de amigos por meio de aceitação do mesmo, existem opções de privacidade que permitem ou proíbem os usuários de visualizarem alguns itens do perfil pessoal.

O que compartilhar no meu perfil?

Você pode compartilhar curiosidades, dicas, fotos de produtos, novidades (novidades de verdade e não novidades que todo mundo já tenha conhecimento) e muito mais informações sobre produtos ou serviços de sua empresa, de forma atrativa para o público em geral. Nunca se esqueça de relacionar à uma palavra chave ou URL, colocar o endereço de seu site em seu perfil de forma visível, pois este item é que levará o possível cliente ou cliente ao seu site ou à sua empresa.

Quem dá mais?

Uma forma simples de saber qual a rede social que mais tem oferecido retorno em quantidade de usuários é verificar as estatísticas do site. Nos vários utilitários que fornecem estatísticas, é possível verificar a quantidade de visitas semanais/mensais e verificar de onde elas vieram; se vieram do seu perfil no Orkut, da sua página do Twitter, ou de um conteúdo compartilhado no Facebook. Verificando essa informação, fica fácil saber em qual rede investir mais. É justamente por isso que o trabalho com redes sociais deve ser feito ou pelo menos iniciado por alguém qualificado para esta função, seja o gestor de redes sociais ou uma empresa especializada no assunto.

Qual a importância das mídias sociais para as empresas
Avalie este artigo

4 COMENTÁRIOS

  1. Texto legal… A única coisa que não concordo é na sugestão de passar essa tarefa de redes sociais para secretária ou recepcionista, só para ter alguém cuidando disso algumas vezes por dia. Acho que ou vc tem alguém para cuidar disso o tempo todo ou não. Colocar coisas esporádicas nas redes sociais e não acompanhar sempre pode dar início a um grande problemas, mesmo que a longo prazo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here