A presença nas redes sociais passa a ser obrigatória para as empresas

A presença nas redes sociais de empresas e corporaçõesJá pararam para pensar na velocidade da troca de informações hoje em dia?

O tempo para que uma notícia seja compartilhada, curtida ou retwitada é de segundos. As críticas se tornaram públicas, obrigando as empresas a contratarem um profissional apenas para tomar conta de sua participação e atuação na Internet.

A presença de uma empresa na Internet é uma obrigação, tendo em vista o fato de que qualquer tipo de busca, tanto um telefone como um endereço, hoje é feita na Internet.Já a presença nas redes sociais ainda é dúvida entre alguns gestores.

Não é novidade pra ninguém o fato de que as redes sociais estão transformando a maneira de interação da empresa com o cliente. O marketing de relacionamento tem se mostrado como uma tendência que não pode ser deixada de lado no momento da elaboração do plano de negócios. Um novo cliente hoje se sente muito mais confortável em comprar por uma indicação do que por belíssimos comerciais.

É através das redes sociais que a empresa vai monitorar seu cliente, descobrir o que pensa, acompanhar sua movimentação, sendo sempre atenciosa. Além de poder gerar conteúdo, mostrar diferenciais e promoções.

As ações nas redes não partem apenas da empresa. O cliente é muito mais ativo nesse tipo de mídia. Portanto, o responsável pelas redes deve estar preparado para receber críticas, elogios e sugestões.

Ainda tem dúvidas se sua empresa deveria atuar nas mídias sociais? Se possui dúvidas, ainda não entre. Entre no momento em que tiver certeza do que espera das redes e que está apto a lidar com elas, ou seja, a hora que estiver pronta para se relacionar publicamente com o consumidor 2.0.

Aconteceu comigo

Recentemente, tive um problema com uma encomenda de determinada empresa. O prazo de entrega já havia expirado em três dias e a empresa não respondia meus e-mails e seu sistema de atendimento online sempre travava.

Encontrei a empresa no Facebook e a cada postagem de uma nova promoção, eu fazia uma pergunta sobre a minha encomenda.

Após três postagens que fiz, percebi que outros clientes começaram a comentar sobre minhas postagens, deixando de lado as promoções da loja.

A página da promoção parecia um chat de reclamações e opiniões negativas.

No dia seguinte, recebi uma ligação da empresa (fato inédito, pois a loja não disponibiliza telefone para clientes). Perguntaram o quê tinha acontecido e sanaram o problema em dois dias.

Enquanto minha reclamação não era pública e não incentivava outros a fazerem o mesmo, não obtive resposta. A partir do momento em que mobilizei uma seqüência de reclamações, a empresa me procurou e resolveu meu problema.

Se ela tivesse dado atenção no começo, teria resolvido o problema antes de se tornar público e da insatisfação de clientes. É um risco que se corre nas redes.

Sua empresa já está nas redes sociais?
Avalie este artigo

3 COMENTÁRIOS

  1. Achei muito interessante essa matéria, que nem muitas que tenho lido do blogdoecommerce.
    De nossas Redes Sociais, na Argentina,fazemos retweets e posts de vocês quase todo dia (ver na assinatura.
    Concordo absolutamente que toda marca que se preze tem que aprimorar sua presência nas Redes, especialmente no Facebook, já que é uma grande vitrine por onde passam milhares de pessoas por segundo.

    Gostaria de fazer mais um comentário a respeito de “Aconteceu comigo”. Muitas empresas ainda hesitam de ter uma Fanpage no Facebook por medo dos clientes postarem más experiências na cara dos outros milhares. Mas até essas más experiências têm potencial se souberem aproveitá-lo. Isto é, criando a mensagem de “se tivermos problemas, resolvêmo-los na hora”. Pena que essa empresa de que vc falou não soube como tirar proveito dos lados “fracos”, mostrando pra todos os outros como respondiam de maneria efetiva ao conflito.
    Saudações!
    Lorena Chabán

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here