Big Data e Remarketing – Entender o cliente é fundamental

Big Data e Remarketing - Entender o cliente é fundamentalApós participar de diversos grandes eventos internacionais, tive a oportunidade de participar do Conversion Conference, focado em dicas práticas para aumentar a taxa de conversão das lojas virtuais, um dos temas mais procurados atualmente, por ser o caminho com o melhor desempenho para incrementar lucros em comércio eletrônico, que aconteceu na Florida, Estados Unidos.

E, o período da tarde do primeiro dia começou agitado com uma palestra sobre um tema que está entre os mais falados nos EUA: “BIG Data”. Realizada por Feras Alhlou, com nome de “Big Data’s Perfect Storm: Actionable Customer Insights from the Cloud”, a discussão começou apresentando uma informação que reforça a importância do tema de que 90% dos dados armazenados atualmente em todo o mundo foram criados nos últimos dois anos. E cada vez mais se faz necessário ter capacidade de armazenamento e velocidade de processamento usando as melhores práticas e tecnologias disponíveis no mercado.

Outro dado interessante é que a profissão de analista de dados será uma das que vai mais crescer nos próximos anos e já podemos dizer que será um dos empregos do futuro. Os dados também são multicanais – web, busca, redes sociais, dispositivos móveis, CRM, off-line etc. – e o grande desafio é captar de forma centralizada e conseguir transformar em informação qualitativa para automatizar processos de personalização e auxiliar na tomada de decisão. Por isso, quanto antes você começar a pensar no tema, antes vai conseguir se preparar para o que vem por ai.

Já a segunda palestra, de Erik Peterson, foi a menos interessante do que se esperava, provavelmente porque o tema “Top Tips for Conversion Optimization” era muito chamativo e objetivo, mas o conteúdo não foi exatamente assim. Sabe aquele doce que está na vitrine e mesmo você estando sem vontade comer por ser tão bonito você pede um? Logo vem a decepção, assim que colocá-lo na boca, percebe que não é tão gostoso quanto parece. A apresentação foi bem subjetiva onde foram apresentados alguns testes A/B, a importância no aumento da conversão e, consequentemente, no aumento do faturamento da loja, fato que todos já sabemos.

Um dado interessante que foi falado é que, segundo a Forrester Research, 80% das pessoas que acessam uma loja virtual nunca mais retornam. E, que a criação de landing pages de acordo com campanhas, origem de acesso, palavra buscada, entre outros é cada vez mais comum e está mostrando ser um ótimo aliado para o aumento da conversão.

A terceira e quarta palestra do período foram apresentadas por Charles Nicholls, fundador da SeeWhy, com os temas: “E-commerce Insights Part 1: The Path to Purchase” e “E-commerce Insights Part 2: Recovering Abandoned Shopping Carts & Web Forms”.

Recheados de conteúdos interessantes, o primeiro tema começou com um dado sobre os principais motivos dos abandonos de carrinho, que são: custos elevados do frete; consumidor ainda não estar preparado para comprar; querer comparar preço em outras lojas; preço do produto estar acima do que ele está disposto a pagar; e para salvar o produto no carrinho considerando uma compra futura.

Resumindo, estamos falando primeiramente de preço, por algum motivo os valores incentivam o abandono, e tempo, o consumidor tem um desejo, mas ainda não se sente preparado para comprar.

A segunda parte começou agitada e outro dado interessante apresentado é que as taxas de conversão são mais altas para os acessos diretos, acessos por email e acessos das redes sociais, respectivamente. Outras origens de acesso, como links externos, buscadores, displays, SEM etc, têm taxas inferiores. Isso mostra que o consumidor que já conhece a loja – acesso direto ou por email – ou que conhece alguém que conhece a loja – redes sociais – é mais propenso a comprar que outros.

A média de abandono de carrinho apresentado pela SeeWhy está em 72% e o uso de remarketing para recuperar esses abandonos faz com que 26% dos consumidores retornem e comprem, enquanto sem o uso do remarketing somente 8% retornam para finalizar a compra. Uma pesquisa mostrou também que fazer o primeiro disparo de remarketing imediatamente após identificar o abandono é muito eficaz. Já o segundo disparo é mais eficaz se enviado 23 horas depois comparado com o envio uma hora após o abandono. Sendo que os tempos de disparo não são os únicos segredos para uma campanha de remarketing de resultados, o assunto do email e o conteúdo também são muito importantes.

Por enquanto é isso. Em breve, seguem mais informações de tudo o que aconteceu no Conversion Conference.

Por Alexandre Soncini

Big Data e Remarketing – Entender o cliente é fundamental
Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here