Empresas facilitam o pagamento em lojas virtuais

Facilidade de pagamento ajuda loja virtual

Na internet, mais da metade das transações são feitas por cartão de crédito. Natural então que os empreendedores sintam dúvidas sobre qual é o sistema ideal para oferecer aos clientes flexibilidade de pagamento e também para que não sofram com problemas como chargeback, quando a venda não é reconhecida pelo dono do cartão e o valor é estornado pela administradora.
Aos pequenos e médios empreendedores, é indicada a utilização de intermediários de pagamento. Com ele, o cliente é levado no ato da compra a um novo ambiente, onde precisará se cadastrar e finalizar negócio. Todo o procedimento é codificado, para garantir a segurança dos dados. Adotando este sistema, o varejista on-line terá de repassar uma comissão das vendas para a empresa proprietária da tecnologia, além de precisar aguardar por um tempo maior na aprovação do pedido.

Como principal vantagem, o intermediador de pagamento exime o proprietário da loja virtual de assinar um contrato burocrático com bancos e empresas de cartão de crédito, sendo essa a característica que principalmente o diferencia do gateway de pagamento, outra possibilidade disponível.

O gateway de pagamento permite a integração de diversos meios de pagamento e traz mais agilidade ao lojista, que tem o valor da venda diretamente disponibilizado em conta corrente. De acordo com o coordenador de novos negócios da JET e-Commerce, Daniel Martins, a melhor forma de realizar as transações da loja virtual deve ser pensada já no planejamento das operações e escolha da plataforma. A JET, por exemplo, “tem integração com os principais meios de pagamento, ou seja, o lojista precisa somente realizar o contrato junto aos bancos”.

Crescimento das vendas

Cada um desses sistemas traz possibilidades maiores de negociação junto ao cliente, já que é com o cartão de crédito que grande parte dos e-consumidores fazem suas compras. Eles buscam na internet facilidades como parcelamento das compras, com valores em torno de R$ 373, segundo o Relatório Webshoppers divulgado pela e-bit, em parceria com a camara-e.net.

Os intermediadores e os gateways também facilitam o processo de compra, reduzindo a quantidade de passos para a finalização do pedido. Todo esse cuidado transforma o processo de compra e aumenta em cerca de 60% a taxa de conversão da empresa virtual.

Empresas facilitam processo de pagamento em lojas virtuais
Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here