Destaques

agosto 18, 2014 publicado por Alberto Valle

Como montar um e-commerce

   

Como montar um e-commerce

Como montar um e-commerce. Veja algumas dicas práticas de como montar sua loja virtual

Dicas práticas de como montar um e-commerce

Ao contrário do que muita gente imagina, montar uma loja virtual não é tão complicado quanto muita gente pensa.

Se você souber quais caminhos seguir, o processo se desenrola de forma bastante fácil. O segredo para montar um e-commerce é conhecer as ferramentas disponíveis e qual o melhor caminho a seguir.

Quando você descobre quais são as melhores opções para criar o seu comércio eletrônico o processo fica bem mais rápido e sem custos desnecessários.

O desafio de abrir uma loja virtual de sucesso envolve muitas variáveis e antes de tudo, é necessário definir um projeto de e-commerce.

Quando se fala em como montar um e-commerce, nem sempre o que vem primeiro é a primeira coisa a ser feita. Por exemplo. Para ter uma loja virtual você precisa de um endereço na Internet correto? Então esta seria a primeira providência a ser tomada, não parece? Engano seu.

Como o seu domínio vai interferir de forma marcante no processo de divulgação da sua loja virtual o domínio deve ser planejado juntamente com a  estratégia de marketing e inserção da loja nas ferramentas de busca. Esse é apenas um exemplo de como o processo todo deve ser meticulosamente planejado para que você não se decepcione ou tenha gastos desnecessários.

Portanto ai vão alguns detalhes que devem ser observados durante o processo de criação de uma loja virtual e definição do seu projeto de e-commerce:

Plataforma de e-commerce

Atualmente existem vários sistemas para a criação de lojas virtuais indo das opções gratuitas como o Magento, passando por sistemas alugados e soluções proprietárias. a escolha da plataforma de e-commerce mais adequada para o seu tipo de negócio, e orçamento é claro, tem papel fundamental para a criação do seu comércio eletrônico.

Questões como suporte e possibilidade de customização pesam muito na hora da escolha e é claro a segurança do sistema.

Provedor de Hospedagem

A questão do provedor de hospedagem é outro problema para que deseja saber como montar um e-commerce. Hospedar um site estático baseado em linguagem HTML é uma coisa. Fazer a hospedagem de um sistema dinâmico como o de uma loja virtual com acesso constante a banco de dados e outras funções interativas é uma coisa completamente diferente.

Muitos lojistas se enganam a respeito da importância de um provedor de hospedagem. Não se iluda com planos de hospedagem “baratinhos” e “sem limites”. O prejuízo é certo e se tem uma coisa que uma loja virtual não pode fazer é se dar ao luxo de ficar fora do ar.

Peça informações, verifique você mesmo com usuários do serviço, visite lojas virtuais instaladas no provedor para ver se elas estão realmente funcionando e qual a velocidade de resposta que elas estão apresentando. Não se deixe levar por propaganda.

Design

A organização do conteúdo é fundamental para que seus clientes tenham uma boa experiência de navegação em sua loja, é o que chamamos de usabilidade. Para isso planeje cuidadosamente o conteúdo da sua loja como por exemplo a árvore de departamentos e seções, a parte de atendimento ao cliente e outras informações que devem estar disponíveis em seu comércio eletrônico.

Escolha das Formas de Pagamento

Quais são as opções de pagamento que você pretende disponibilizar em sua loja virtual? As opções de pagamento online são as mais utilizadas, além é claro do boleto bancário, mas mesmo dentro destas opções você deve verificar a viabilidade de cada uma como por exemplo tarifas e prazos de recebimento.

Verifique se para a sua estrutura seria o caso de fazer o processamento dos cartões de crédito direto com as administradoras ou se seria mais interessante usar uma forma terceirizada como o PagSeguro ou Bcash. Os cálculos devem ser precisos caso contrário seu lucro acaba na mão do banqueiro.

Estratégia de Marketing

Planeje desde o início qual será a sua estratégia de divulgação da loja virtual e que ferramentas você usará. A princípio você pode até usar uma campanha de links patrocinados, mas isso deve ser transitório.

Um bom trabalho de otimização para ferramentas de busca – SEO - é fundamental porque trará tráfego qualificado para sua loja virtual e é bem mais barato que o uso de links patrocinados dentro de uma visão de médio e longo prazo.

Aliado a isso é necessário estruturar a sua estratégia de e-mail marketing além é claro de selecionar a ferramenta que você vai utilizar nas sua ações de mailing.

Logística

Pontualidade nas entregas é fundamental para o sucesso de um ecommerce. Organize minuciosamente a sua seqüência de despacho para que seus clientes não passem pelo dissabor de esperar pelo produto e não receber.

Correios e transportadoras são as formas mais usadas no comércio virtual e você deve analisar em qual das opções seus produtos se encaixam.

Gerenciamento

Quem irá gerenciar a sua loja virtual? O “garoto que mexe com internet” não é a pessoa mais indicada. Loja virtual não é vídeo game e precisa de uma pessoa que esteja integrada das necessidades e oportunidades que existem na mundo do varejo virtual para que você possa extrair o máximo do seu investimento.

Contrate ou treine alguém da sua equipe para assumir este negócio da sua empresa. Crie a cultura do comércio eletrônico em sua empresa e tente engajar toda a equipe neste projeto, mesmo que de forma indireta, dando sugestões e opiniões. A loja virtual não é um negócio do “pessoal do escritório” é um negócio de toda empresa.

Posicionamento

A sua empresa deve estar posicionada no sentido de acolher o comércio eletrônico como mais um canal de vendas e ferramenta de geração de receitas. O comércio eletrônico oferece um amplo leque de oportunidades de negócios.

O varejo online definitivamente não é mais uma moda e sim um novo campo para a expansão dos seus negócios. O e-commerce deixou de ser uma opção e cada vez mais se torna uma exigência do mercado.

Dica Importante

Curso de E-Commerce oferece regularmente cursos nestas áreas justamente para que você possa evitar erros que possam prejudicar o sucesso do seu projeto. O curso Como Montar uma Loja Virtual, disponível nas versões presencial e online, é o primeiro passo para quem está pensando em criar seu comércio eletrônico. Clique aqui e conheça a agenda de cursos. Se você deseja saber como abrir um e-commerce de sucesso, este é o melhor caminho.

Guia de E-commerce

GD Star Rating
loading...
Como montar um e-commerce, 8.7 out of 10 based on 33 ratings

Artigos Relacionados:

33 Comments

  • Ola, sou totalmente leigo nesse ramo de e-commercer, porém ano passo eu comprei alguns produtos em led em uma famosa plataforma chinesa, gostei bastante do produto e como comprei um quantidade maior do eu precisava eu resolvi revender o que sobrou no Mercado Livre, conseguir vender rapidamente e converter R$50,00 que gastei no produto em R$180,00 limpos na venda.
    Tenho muito interesse em iniciar uma loja online, por onde começo e quanto irei gastar mais ou menos no começo?

  • E ai Alberto, blz?
    Cara sua aula foi sensacional e meu uma tremenda força.
    Aquele “tira teima” ao telefone depois do curso me ajudou muito.
    A lojinha tá subindo no ranking. Graças ao que você ensinou.
    Tô indicando o curso pra todo mundo.
    Sucesso meu amigo e feliz 2014!!!

  • Olá,
    Sou de uma financeira e quero trabalhar com intermediário de recebimentos. O que esta faltando e a plataforma de recebimentos. Pode me informar qual e essa plataforma? Tenho uma certa urgência nesta informação. Só acho como me associar , a outras como Akatus, Pagpop, Mas o que eu quero é ser uma delas , Só que não em loja virtual, quero um Pap.
    Vocês poderiam me ajudar? Como consigo ser uma plataforma desta?

  • Olá! Pessoal,
    Há alguma plataforma onde não sou obrigado a pagar mensalidade para hospedar um site de ecommerce ?
    Existe algo free?
    Abraços!

    • Olá Kleber

      Existem algumas propostas por ai, mas posso te adintar que simplesmente não dão bons resultados. Basta você se fazer a seguinte pergunta:

      Por que uma empresas iria investir rios de dinheiro para desenvolver um sistema e outro rio de dinheiro para mantê-lo no ar, para depois te oferecer tudo isso grátis?

      Um forte abraço

      Alberto Valle
      http://www.cursodeecommerce.com.br

  • Olá pessoal.
    Gostaria de montar uma plataforma onde as empresas físicas criariam sua loja online.
    Quem é responsável pela entrega de um produto ?
    Quais os riscos que corro em relação à entrega ?

    Eu tenho na minha mente que devo apenas fornecer uma interface onde a empresa física possa gerenciar as vendas, assim como cálculo de frete. Essa informação procede ?

    Gostaria que vocês me recomendassem algum artigo falando sobre terceirização de e-commerce. Obrigado!

  • Bom pessoal, eu pretendo criar minha loja virtual mas primeiro gostaria de saber como começar por quem ja tem experiencia no assunto e pudesse me ensinar dando dicar e etc… se alguem puder me ajudar por favor me adicione no msn para que eu posso entender mais sobre o assunto ja que começei a pensar em criar essa loja menos de 1 semana.

  • Olá, gostaria de montar uma loja virtual com pagamentos como PagSeguro, boleto, cartões de credito e algo que calcule o frete já.
    Tenho uma certa experiencia com programação, mas nao quero ptogramar nada…vai ser algo pequeno para um amigo…qual a melhor plataforma para eu fazer isso? WordPress?
    Obrigado

  • Montar uma loja virtual hoje em dia não é tarefa difícil. Visto que as soluções hoje integram grande quantidade de recursos. O mais complicado e gerar fluxo de visitantes, por isso, o empreendedor virtual deverá forcar seus esforços na geração de fluxo para a sua loja. Sem clientes não há venda. Portanto além de uma ótima loja é claro, devemos ter foco total na geração de fluxo de vistantes qualificados para a nossa loja virtual ! E isto requer estudo, habilidade técnica e análise de dados.

  • Bom dia.
    Por favor você pode me ajudar?
    Acabei de montar minha loja, estou com o Pagseguro, mas gostaria de receber atraves do Redecard ou até Cielo, você pode me informar como consigo fazer isso?
    A Cielo ja tentei varias conversas, mas eles pedem um monte de coisas..não respondem o email…
    E a Redecarde ainda não tenho informações…
    Obrigado sucesso de Deus pra vocês e parabens pelo trabaho.

  • O que vem a ser exatamente chargeback?

  • ola,

    tenho em media 50 visitas ao dia no meu site, e gostaria de saber o que seria uma medida de conversao adequada a essas visitas. Alguem pode me ajudar???

    desde ja agradeco e parabens pelo blog!

    • Olá Jayme

      Em primeiro lugar, esse número de acessos é muito modesto para uma loja virtual. O primeiro passo deveria ser a estruturação de um plano de marketing digital mais agressivo.

      Quanto às métricas, a principal, para uma loja virtual seria justamente a taxa de conversão por acesso, mas não apenas ela.

      Um grande abraço

      Rodrigo Lima

  • Olá..
    Penso seriamnente em montar uma loja virtual, por isso estou lendo mt a respeito de comercio eletrônico, marketing digita,etc, e em breve quero fazer um dos seus cursos..Mas eu não tenho estoques de produtos e penso em entrar no atividade “compre da china”..mas temo pq não terei o controle do envio, minha loja será como intermediaria.Alem disso, por vir de longe, o tempo de entrega é um tanto longo, quase um mês.O q vc acha, pode dar certo ?..GRATO pelos emails e parabéns pelos artigos.

  • Estamos em processo de busca de programadores e tenho duvida qual seria a melhor forma de encontrar essa mão de obra e o modelo mais econômico que abranja todos os nossos requisitos.Obrigado por toda informação!

  • Comércio eletrônico está crescendo muito, mas o que os lojistas devem levar em conta, é que não vão ficar ricos e fazerem milhões de vendas em uma semana. Tudo leva tempo e investimento.

  • Nossa cara, mto bom artigo. acho importante tudo o que foi dito, principalmente quanto a estratégia de comunicação e o desing e hospedagem do site. Já tive problemas a 6 meses com um hosting, tive que migrar para outro.

  • Gostaria de saber se vale a pena iniciar um ecommerce grátis e depois de ter um certa visibildade de sucesso migrar para algo mais profissional seria como começar um empresa em casa antes de alugar um ponto pois as opiniões nesse caso se divergem agradeceria se pudesse me ajudar

    • Olá Luis

      Definitivamente não vale a pena simplesmente porque essa história de “loja virtual sem gastar nada” simplesmente não existe.

      Tentar criar uma loja virtual nessas bases é correr um grande risco de fracasso simplesmente esses sitemas não possuem a qualidade de serviço exigida pelo atual momento do e-commerce.

      Em nossos cursos mostramos como montar uma loja virtual com um investimento inicial reduzido mas com um bom nível de serviço. Isso é possível. Se arriscar a montar uma estrutura “capenga” com serviços gratuitos é matar o projeto antes mesmo dele nascer.

      O comércio eletrônico brasileiro está cada vez mais exigente e por isso é necessário que o empreendedor digital se certifique de que está com as melhores ferramentas que o seu orçamento pode proporcionar.

      Espero ter ajudado

      Um grande abraço

      Alberto Valle
      http://www.cursodeecommerce.com.br

    • Olá Alberto Valle,

      Hoje estou planejando abrir um ecommerce em um nicho muito específico de vendas para o público X no qual já possuimos um alcance de 200 mil pessoas por mês.

      Hoje pretendemos começar como empreendedor individual por ter um tributo menor e ser mais simplificadas as questões burocráticas e conforme o negócio crescer passar para um microempresa. Pretendemos começar tocando o negócio em nosso Home Office onde possuímos uma boa área para estoque.

      O que você acha, essa fórmula de começar como empreendedor individual gerenciando o negócio em Home Office e esperar a receita passar dos 5 mil para migrar para uma empresa limitada é bom ? Você sabe de ecommerce que conseguiram começar ou atuam assim ?

      Agradeço as informações.

    • Olá Fábio

      Esse é realmente um caminho. O grande problema do formato tributário e jurídico do empreendedor individual é a limitação do faturamento anual.

      Uma operação de e-commerce bem planejada, facilmente excede o limite imposto para os empreendedores individuais.

      Esse também não seria um problema, pois basta solicitar ao seu contador a alteração do regime tributário, mesmo durante o exercício fiscal.

      Conheço alguns casos que percorreram esse caminho mesmo, e a grata surpresa é que isso aconteceu em um espaço de tempo relativamente curto.

  • Uma boa materia essa sobre chargeback, qual o resultado hoje obtido com as empresas que fazem esse gerenciamento de risco como por exmeplo a FControl, que é uam empresa especializada em analisar esses riscos, qual o valor cobrado por elas? Estou ainda em processo inicial de análise, e por enquanto a minha opinião é que esses PagSeguro e Pagamento Digital compensa quando a quantidade de venda é relativamente baixa ou seu capital de giro é pequeno, quando as vendas forem grandes ou seu capital de giro alto, então estudar o processo direto com as operadoras creio que seja mais interessante!

  • Excelente artigo, vi que foi muito falado nos comentários sobre o risco com ChargeBack. Estes riscos como já mensionados podem ser gerenciados por sistemas como PagSeguro ou Pagamento Digital. Há também empresas especialisadoas em Analise de Riscos que oferecem um FeedBack em relação ao risco da venda.
    Estes são pontos que necessitam de muita atenção e dedicação especial dentrode um e-commerce, muitos profissionais olham mais para o Boom do MKT Digital e parecem não atentarem para estes fatores.
    Sucesso a todos que trabalham direta ou indiretamente com e-commerce.

  • Ola a todos, sou novo no blog mas ja estou gostando das informações aqui debatidas. Gostaria de saber se alguem já tentou baixar as taxas cobradas pelos pagamentos digitais (pagseguro, pagamento digital, etc.). Começar um ecommerce e aplicar ao preço dos produtos 6,4% mais 1,99 ao mês praticamente inviabiliza a venda. Alguem tem alguma dica?

    • Olá Ronaldo, empresas como o Pagseguro, fazem uma intermediação financeira entre a instituição financeira (banco ou administradora do cartão de crédito) e o ecommerce, acrescentando uma tarifa de serviço sob a tarifa cobrada pelas operadoras para processar as transações. Uma saída seria fazer a comunicação direta com a operadora de cartão de crédito, assim você não pagaria intermediários. Porém, perderia a proteção que o intermediador oferece contra o chargeback, e teria de adaptar a loja para efetuar as transações com cada operdaora. Meu conselho é que você analise os prós e contras, das soluções no mercado tendo em mente o seu orçamento e os seus objetivos. Espero ter ajudado.

  • Gostei muito da matéria, vou fazer meu TCC na área de e-commerce, um item que achei que deixou um pouco a desejar foi a parte da logística(que e o tema que vou abordar), questóes de beneficio de usar transportadoras e correios. prazos de entrega, ou alguma dica de empresa assim como tem para a área de pagamentos. deixaria a matéria mais completa.

    Mas estão de parabens! muito util;

  • Bom dia!
    Realmente é preciso ter muita cautela para evitar que problemas como ChargeBack prejudiquem o crescimento da loja virtual em um momento tão importante para o e-commerce.

  • Já passei pela grande parte das etapas da minha loja virtual. Estou escolhendo o gateway que irei trabalhar. Entrei em contato com o CobreDireto que é uma empresa do grupo UOL (foi o que me fez optar pelo serviço, pois sempre tive ótimos resultados com o grupo). Vou fazer um teste gratuito para ver exatamente como funciona, mas até agora foi tudo ótimo, o suporte, manutenção…estou um passo a frente do processo da montagem de meu e-commerce. Caso alguem queira experimentar também, o site é http://www.cobredireto.com.br/

    • Amigo, o cobre direto, assim como gateway locaweb é totalmente desnecessário, só vai te cobrar mensalidades para fazer transações que voce vai ter que pagar de novo pra cielo, então, sugiro que faça direto com eles (cielo, redecard, etc), voce não precisa de intermediários desnecessários. Quanto menos taxas melhor, principalmente agora no inicio. Sai mais barato inclusive, é só procurar por integração cielo no google que vai aparecer um monte de gente que faz. Valeu.

  • O ChargeBack é realmente um problema muito sério e determinante no sucesso ou fracasso de uma loja virtual, mas pode ser contornado com empresas que fazem a auditoria no processo de compra efetuado pelo cliente antes da entrega da mercadoria pelo lojista ou utilizando gateways de pagamento como MOIP, PagSeguro, Pagamento Digital, no caso de nossos clientes optamos pelos gateways por ser uma solução mais barata e acessível para iniciantes em e-commerce. Fica aqui a dica.

  • Acho que não adianta nada fazer uma loja virtual linda, com estratégia, se quando a compra é feita, ela se transforma em um chargeback.
    Em uma próxima matéria vocês podem abordar mais este assunto, pois a maioria das lojas virtuais que fecham tem o problema de fraude e ficam com grandes débitos nas administradoras de cartão.

    • Olá Julio

      Obrigado pelo comentáio e esteja certo que estaremos esse aspecto do chargeback que realmente é um fantasma para todos os administradores de lojas virtuais.

      Josiane

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>